Guilherme Gaensly

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guilherme Gaensly
Nome completo Wilhelm Gänsli
Nascimento 1843
Wohlhausen, Suíça
Morte 1928
São Paulo
Nacionalidade SuíçaBrasil suíço-brasileiro
Ocupação Fotógrafo
Cartão postal da Avenida Paulista vista da residência de Adam Von Bülow, 1902[1]

Guilherme Gaensly, nascido Wilhelm Gänsli, (Wellhausen, cantão Turgóvia, 1 de setembro 1843São Paulo, 20 de junho 1928) foi um fotógrafo suíço-brasileiro que se dedicou ao retrato e à documentação inicialmente na Bahia até meados da década de 1880 e posteriormente em São Paulo, onde foi um dos mais ativos autores de cartões-postais da cidade entre 1895 e 1925.

Não há, entretanto, registro do seu rosto e poucas informações acerca de sua vida, fora o notável acervo fotográfico deixado.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Guilherme Gaensly inicialmente atuou em Salvador, em 1871, com a Abre a Photographia Premiada, na estrada do Manguinho, em sociedade com Waldemar Lange e J. Scheier. Em 1877 transferiu-se para a Ladeira de São Bento, com a denominação de Photographia do Commercio, e em 1882 associou-se a Rodolpho Lindemann, transferindo seu estúdio para o Largo do Theatro. No período de 1882 a 1884 elaborou o Álbum da Estrada de Ferro Central de Alagoas, Maceió e Vila Imperatriz.

Em 1895 mudou-se para São Paulo, onde teve fotos publicadas no livro São Paulo 1895, de Gustavo König Wald, e viria a tornar-se nas duas décadas seguintes o mais destacado paisagista do estado de São Paulo, onde acompanhou o vertiginoso processo que transformou a São Paulo do final do século XIX na grande metrópole das primeiras décadas do século XX. Em 1900 desfez a sociedade com Lindemann e sua firma passou a denominar-se Photographia Gaensly. Em anúncios na imprensa, figurou também como Photographia Guilherme Gaensly.

No período de 1900 a 1910 a firma, na Rua Boa Vista, editou várias séries de cartões postais sobre a cidade de São Paulo, as melhores de seu tempo. A residência Von Büllow, dada sua posição e altura, serviu de plataforma para fotos panorâmicas da Paulista, integrantes de uma série surgida nos primeiros anos do século XX, com cem vistas de São Paulo. Também fotografou a cultura cafeeira de Araraquara, Ribeirão Preto, Campinas, São Manoel, Santa Cruz das Palmeiras, do café do interior do estado e do Porto de Santos. Trabalhou intensamente até 1921, e neste período Gaensly produziu milhares de imagens que se tornaram ícones de representação da cidade de São Paulo do início daquele século.

Gaensly colaborou durante 25 anos com a São Paulo Tramway Light and Power Company (atual Eletropaulo), o que lhe deu a chance de aprimorar seu enorme pendor para a paisagem, expresso na ampla documentação do processo de modernização da cidade de São Paulo. O trabalho que Gaensly realizou para a Light foi prodigioso. Ele acompanhou o crescimento da cidade, que em 1924 tinha 700 mil habitantes e cuja topografia mudava aceleradamente, com bondes tomando o lugar dos cavalos e multidões de cavalheiros de chapéu nas ruas.

Referências

  1. DE TOLEDO, Benedito Lima. Álbum Iconográfico da Avenida Paulista. São Paulo: Ex Libris, 1987. 174p. ISBN 8571090017

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Agendoso (Editoração): Encyclopedia of 19th century photography: G, 12/10/2010 (per 28/09/2013).
  • D'ALESSIO, Vito. Avenida Paulista - A síntese da metrópole. São Paulo: Dialeto Latin American Documentary, 2002. 115p. ISBN 858837305X
  • DIETRICH, Ana Maria. Imagens de São Paulo: Gaensly no Acervo da Light 1899-1925. São Paulo: Fundacao Patrimonio Historico da Energia de São Paulo, 2001 ISBN 9788587454010
  • KOSSOY, Boris. São Paulo, 1900 : Imagens De Guilherme Gaensly São Paulo: Companhia Brasileira de Projetos e Obras, 1988. 154p. ISBN 9788570960023
  • KOSSOY, Boris. Álbum de Photografias do Estado de São Paulo, 1984.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Guilherme Gaensly