Gulistan de Sadi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
SAÂDI - Le jardin des roses.jpg

Gulistan ("O Jardim de Rosas") é uma das principais obras da literatura persa. Escrito em 1259 E.C., é uma das duas obras primas do poeta persa Sadi, considerado um dos melhores poetas persas medieval. O Gulistan é uma coleção de poemas e histórias, da mesma forma que um jardim de rosas é uma coleção de rosas. É comumente citado como uma fonte de sabedoria. A entrada do Salão das Nações Unidas tem a seguinte inscrição tirada do Gulistan.

Os seres humanos são parte de um todo,
Na criação de uma essência e alma.
Se um membro sofre dor,
Outros membros permanecerão inquietos.
Se você não tiver simpatia pela dor humana,
Você não pode reter o nome de humano.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]