Héctor Trujillo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
General
Héctor Bienvenido Trujillo Molina
52º Presidente da República Dominicana República Dominicana
Mandato 16 de agosto de 1952
a 3 de agosto de 1960
Vice-presidente Joaquín Balaguer (1957-1960)
Antecessor(a) Rafael Leónidas Trujillo
Sucessor(a) Joaquín Balaguer
Vida
Nascimento 6 de Abril de 1908
San Cristóbal, San Cristóbla, República Dominicana
Morte 19 de outubro de 2002 (94 anos)
Miami, Florida,  Estados Unidos
Dados pessoais
Partido Partido Dominicano
Profissão Militar, político

Héctor Bienvenido Trujillo Molina (6 de abril de 1908 - 19 de outubro de 2002)[1] foi um general, um político; presidente da República Dominicana entre 1952 a 1960; e irmão de Rafael Trujillo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Héctor Trujillo, apelidado de Negro por sua pele escura, era o irmão mais novo de Rafael Trujillo. Após Trujillo chegar ao poder em 1930, Héctor entrou no Exército e avançou rapidamente. Ele chegou ao posto de major-general, antes de ser nomeado "Secretário de Estado da Guerra e da Marinha" em 1942.[2] Em 1944, se tornou "General do Exército", um título recém-criado. Além de suas atividades militares, Héctor ocupou terras e acumulou dinheiro. Um mulherengo, ficou noivo de Alma McLaughlin em 1937, e o casamento finalmente aconteceu duas décadas depois.[2]

Héctor Trujillo trabalhou como um "fantoche" para seu irmão, que tinha todo o controle do país. Eleito presidente em 16 de agosto de 1952, foi "convidado" a renunciar em 3 de agosto de 1960, quando seu irmão reformulou o governo[3] .

Faleceu de causas naturais em Miami em 19 de outubro de 2002.

Referências

  1. Social Security Death Index, Hector B. Trujillo, accessed at [1] 20 de Maio de 2008
  2. a b Crassweller RD.. Trujillo. The Life and Times of a Caribbean Dictator.. [S.l.]: The MacMIllan Co, New York, 1966.. 261–279 p.
  3. Crassweller RD, ibid, page 375

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Cargos políticos


Precedido por
Rafael Trujillo
Presidente da República Dominicana
1952–1960
Sucedido por
Joaquín Balaguer