Hélder Macedo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde maio de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.


Hélder Macedo
Nacionalidade Portugal português
Data de nascimento 30 de Novembro de 1935
Local de nascimento Krugersdorp, África do Sul
Gênero(s) romance, poesia, ensaio, crítica literária
Ocupação Emeritus Professor of Portuguese, King's College
Obra(s) de destaque Partes de África (romance)

Hélder Malta Macedo (Krugersdorp, África do Sul, 30 de Novembro de 1935) é um poeta, romancista, ensaísta, crítico e investigador literário, português. A sua obra ficcional, de entre a qual se destaca o romance Partes de África (1991), no qual o autor usa técnicas narrativas para revelar as ficções da memória, expondo a fronteira entre o facto e a invenção, é considerada uma das mais originais da literatura portuguesa contemporânea[1] .

Vida e Obra[editar | editar código-fonte]

Passou a infância em Moçambique, e a adolescência na Guiné e em São Tomé até 1948, ano em que veio para Lisboa. Entre 1955 e 1959 frequentou a Faculdade de Direito de Lisboa. Ainda que, na juventude, tenha chegado a dedicar-se à ficção, que não só seria censurada como deliberadamente abandonada, foi como poeta que Helder Macedo se estreou: o seu primeiro livro de poesia, Vesperal (1957), publicado quando tinha apenas 21 anos, foi saudado por Jorge de Sena como sendo dos «mais perfeitos que por esse tempo se publicaram», denotando «um equilíbrio refinado» e um «notável domínio da expressão e do ritmo». Apesar de não ser normalmente associado a movimentos literários, fez parte do Grupo do Café Gelo. A participação nessa tertúlia, que incluía alguns surrealistas, nos finais dos anos 50, radicava sobretudo numa atitude anti-establishment de sinal político, moral e literário.

Opositor ao regime e como tal censurado, perseguido e preso, acabou por exilar-se em Londres onde, entre 1960 e 1971, foi colaborador regular da BBC. Licenciou-se em Literatura e História, apresentando como tese de licenciatura um estudo sobre Bernardim Ribeiro, e doutorou-se em Letras em 1974 na Universidade de Londres, onde leccionava desde 1971 no King's College, com a tese intitulada “Nós – uma leitura de Cesário Verde”.

Após o 25 de Abril de 74 regressou a Portugal tendo sido Director-geral dos Espectáculos (1975) e Secretário de Estado da Cultura (1979). Entre 1981-82, foi visiting professor em Harvard (EUA), tendo também leccionado na EHECS (França), na UNICAMP, na USP e na USRJ (Brasil). Professor titular da cátedra Camões, entre 1982 e 2004, função que acumulou com a de director do departamento de Estudos Portugueses e Brasileiros, do King's College, até 1991. Ainda no King's College, é actualmente Emeritus Professor of Portuguese.

Estreou-se na ficção com Partes de África (1991), mas foi Pedro e Paula (1998) que lhe garantiu a consagração como ficcionista, estatuto de que usufruía já como ensaísta e poeta. Foi co-organizador, com António Salvado, das Folhas de Poesia (Lisboa, 1956-58). Fundou em 1975 e dirige ainda a revista Portuguese Studies (Prémio para a melhor revista nova, 1987, EUA) e em 1998 Veredas. Revista da Associação Internacional de Lusitanistas (Porto). Especialista das obras de Camões, Bernardim Ribeiro e Cesário Verde, a sua obra ensaística, encontra-se dispersa por jornais e revistas, tais como The Times Literary Supplement, Modern Language Review, Quaderni Portoghesi, Graal, Colóquio-Letras, O Tempo e o Modo, Hidra I, Nova Renascença, Expresso, JL, Diário de Lisboa, Diário de Notícias, etc. Foi o responsável pela edição, no Reino Unido, de duas antologias de poesia portuguesa do século XX – Modern Poetry in Translation-Portugal (Londres, 1973) e Contemporary Portuguese Poetry (em colaboração com E. M. de Melo e Castro, Manchester, 1978) – e de uma antologia de poesia de Camões – Camões. Some Poems (em colaboração com Jonathan Griffin e Jorge de Sena, Londres, 1976)

É membro associado da Academia das Ciências de Lisboa, e Comendador da Ordem de Santiago da Espada.

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

Poesia e Ficção[editar | editar código-fonte]

  • Vesperal (poemas), Lisboa: Folhas de Poesia (1957)
  • Das Fronteiras (poemas), Covilhã: Pedras Brancas (1962)
  • Poesia 1957-68, Lisboa: Moraes (1969)
  • Poesia 1957-77, Lisboa: Moraes (1979)
  • Partes de África (romance), Lisboa: Presença (1991)
  • Viagem de Inverno (poemas), Lisboa: Presença (1994)
  • Pedro e Paula (romance), Lisboa: Editorial Presença (1998) (2nd edition 1998)
  • Viagem de Inverno e Outros Poemas, Rio de Janeiro: Record (2000)
  • Vícios e Virtudes (romance), Lisboa: Presença (2000)
  • Sem Nome (romance), Lisboa: Presença (2005) (Prémio do PEN Club Português, 2006)
  • Natália (romance), Lisboa: Presença (2009)
  • Poemas Novos e Velhos (colectânea de poesia), Lisboa: Presença (2011)

Crítica e Ensaio[editar | editar código-fonte]

  • Nós, Uma Leitura de Cesário Verde, Lisboa: Plátano (1975 )
  • Do Cancioneiro de Amigo (com Stephen Reckert), Lisboa: Assírio & Alvim (1976)
  • Do Significado Oculto da Menina e Moça (Prémio da Academia das Ciências de Lisboa), Lisboa: Moraes (1977)
  • Camões e a Viagem Iniciática, Lisboa: Moraes (1980)
  • Cesário Verde: O Romântico e o Feroz, Lisboa: & Etc (1988)
  • Menina e Moça de Bernardim Ribeiro (ed. e introdução), Lisbon: Dom Quixote (1990)
  • Viagens do Olhar: Retrospecção, Visão e Profecia no Renascimento Português (com Fernando Gil), Porto: Campo das Letras, (Prémio da Associação Internacional de Críticos Literários e Prémio do PEN Club Português) (1998)
  • Trinta Leituras, Lisboa: Editorial Presença (2007)
  • Obras Completas de Bernardim Ribeiro (ed., com Maurício Matos), Porto: Campo das Letras (2008)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dicionário Cronológico de Autores Portugueses, Vol. VI, Lisboa, 1999
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.