Hérnicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Localização dos antigos povos do Lácio

Os hérnicos ou ernicii eram um antigo povo do sudeste do Lácio, entre o lago Fucino e o rio Sacco (Trerus). Tinham uma estreita relação com os Latinos. Eram vizinhos dos volscos, a sul, e dos équos e marsos, a norte. Tal como muitos dos povos itálicos, não tinham um desenvolvimento urbano importante e unia-os um centro religioso, Anâgnia. Organizavam-se como uma confederação de tribos: Alétrio, Píglio, Verulas, e Ferentino.[1]

Conservaram durante longo tempo a sua independência e em 486 a.C., eram poderosos como para concluir um tratado com os latinos.[2] Para proteger-se dos volscos e dos équos integraram a Liga Latina. No entanto, em 362 a.C. perderam grande parte dos seus territórios às mãos de Roma.[3]

Em 306 a.C., a Segunda Guerra Samnita chegou ao seu fim e o senado romano decidiu a sorte dos prisioneiros hérnicos, que combateram junto aos samnitas. A maioria das cidades hérnicas declararam a guerra a Roma, com a exceção de Ferentino, Alétrio e Verulas. Foram facilmente submetidos pelo cônsul romano Quinto Márcio Trémulo, e a sua principal cidade, Anâgnia foi conquistada e reduzida ao estatuto de prefeitura; enquanto Ferentino, Alétrio e Verulas foram recompensadas pela sua fidelidade com a concessão do estatuto de municípios livres, e com o direito de matrimônio com os romanos, um privilégio naquela época.[4]

O nome dos Hérnicos, como o dos Volscos, é ausente na lista de povos itálicos no fornecimento de tropas em 225 a.C.;[5] do qual se deduz que o seu território não se diferenciava já do Lácio e teriam recebido provavelmente a cidadania romana sem direito de sufrágio. Os seus magistrados foram privados da jurisdição civil e degradados à condição de prefeitos. As inscrições latinas mais antigas do distrito datam da Guerra Social.[6]

Nada prova que os hérnicos falassem nunca um dialeto realmente diferente do latim, mas uma ou duas glosas indicam que o seu vocabulário teve traços característicos: assim o seu nome com a terminação em -cus . Pelos outros tipos de tribos, cujo nome finaliza em -cus, —como o dos Volscos— parece que foram os primeiros habitantes da costa ocidental da Itália, tendo sido estabelecido antes de as tribos cujo nome tem o sufixo em -nus.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • CONWAY, Italic Dialects (Cambridge University Press, 1897), p. 306 e segs.

Referências

  1. Ferentino foi conhecida na antiguidade com o nome latino de Ferentino. O recinto fortificado antigo, datado nos séculos VI-II a.C., ainda subsistem, com duas torres e portas medievais.
  2. Dionísio de Halicarnasso, História antiga de Roma viii. 64 e 68.
  3. Tito Lívio, Ab Urbe condita libri vii.6 e ss.
  4. Tito Lívio, Ab Urbe condita libri ix.42-43.
  5. Políbio, Histórias ii.24.
  6. de Ferentino, Corpus inscriptionum latinarum x.5837-5840
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em espanhol, cujo título é «hérnicos».

Ligações externas[editar | editar código-fonte]