Hídria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hídria de figuras vermelhas, ca. 360–350 a.C., da cidade de Pesto; a alça vertical está no lado oposto. (Departamento de Antiguidades Gregas, Etruscas e Romanas do Louvre)

Hídria (do grego "hudría" - ὑδρία -, pelo latim hidria) era o vaso de cerâmica usado na Antiguidade para guardar água. Diferencia-se da ânfora por ter um gargalo menor e possuir três alças: um par nas laterais e uma grande alça vertical na parte posterior. Ela facilitava mergulhar o vaso n'água e levantá-lo até a cabeça, enquanto que as outras alças ajudavam no equilíbrio. A hídria é encontrada com as duas técnicas de pintura grega embora seja mais frequente na de cor negra.

Usualmente era fabricada com cerâmica, mas há exemplares de hídrias de bronze mais elaboradas à mostra em museus.1 2

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • BIRCH, Samuel. History of Ancient Pottery: Greek, Etruscan and Roman. J. Murray, 1858. Vol. 2.
  • SMITH, William; ANTHON, Charles. A Dictionary of Greek and Roman Antiquities. Londres: John Murray, 1890.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre vasos gregos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.