Híperon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Física.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde setembro de 2011.

Na física de partículas, um híperon (português brasileiro) ou hiperão (português europeu) é um bárion constituído por um strange quark, no entanto sem conter charm quarks ou bottom quarks.

Um barião é composto de três quarks.Nota 1 O tipo menos massivo é formado apenas por quarks do primeiro sabor,Nota 2 e tem spin 1/2. Os hiperões são bariões mais pesados, tem spin 1/2 ou outros valores não inteiros. Por exemplo, a partícula Σ- = (d, d, s) contém um quark s, e tem estranheza S = -1.1

Teoricamente, é dito existirem híperons nos centros de estrelas de nêutrons, ou seja é uma partícula extremamente densa.

Híperons podem ser formados em condições terrestres em laboratórios, no entanto, quando formados se decompõem em menos de um bilionésimo de segundo.2

Notas e referências

Notas

  1. Ou, mais precisamente, é uma "tripleta" de quarks.
  2. Quark up e quark down.

Referências

  1. Nils M. Bezares Roder, Matter and elementary particles. Interactions and qualities, September 24, 2005, p.7 [em linha]
  2. "The Collapsing Universe" de Isaac Asimov, página 141.
  • Henry Semat, John R. Albright. Introduction to atomic and nuclear physics. [S.l.]: Chapman and Hall, 1984. ISBN 0-412-15670-9
  • Isaac Asimov. O Colapso do Universo "The Collapsing Universe". [S.l.]: Círculo do Livro, 1973. ISBN 0-671-63233-7

Ver também[editar | editar código-fonte]