HIStory: Past, Present and Future – Book I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
History: Past, Present and Future — Book I
Álbum de estúdio de Michael Jackson
Lançamento 16 de Junho de 1995
Gravação 21 de Setembro de 199429 de Março de 1995.
Gênero(s) R&B, dance-pop, urban, rock, new jack swing, funk, hip-hop[1]
Duração 71:39 (HIStory Begins)
77:06 (HIStory Continues)
148:45 (Total)
Gravadora(s) Epic
Produção Michael Jackson
Jimmy Jam and Terry Lewis
Dallas Austin
David Foster
Janet Jackson
R. Kelly
Co-Produção de Bill Bottrell, Bruce Swedien and Rene Moore
Certificação RIAAPlatinum.png 15× Platina
Cronologia de Michael Jackson
Último
Último
Dangerous
(1991)
Blood on the Dance Floor: HIStory in the Mix
(1997)
Próximo
Próximo
Singles de HIStory
  1. "Scream/Childhood"
    Lançamento: 31 de maio de 1995
  2. "You Are Not Alone"
    Lançamento: 15 de agosto de 1995
  3. "Earth Song"
    Lançamento: 27 de novembro de 1995
  4. "This Time Around"
    Lançamento: 26 de dezembro de 1995
  5. "They Don't Care About Us"
    Lançamento: 31 de março de 1996
  6. "Stranger In Moscow"
    Lançamento: 4 de novembro de 1996
  7. "Smile"
    Lançamento: 9 de dezembro de 1997


Greatest Hits: HIStory, Volume I
Álbum de grandes êxitos de Michael Jackson
Lançamento 13 de Novembro de 2001
Gravação 1979-1991
Gênero(s) R&B, pop, dance, urban, Pop rock, funk
Duração 71:39
Gravadora(s) Epic
Produção Michael Jackson, Quincy Jones, Bill Bottrell e Teddy Riley
Cronologia de Michael Jackson
Último
Último
Invincible
(2001)
Number Ones
(2003)
Próximo
Próximo

HIStory: Past, Present & Future — Book I, frequentemente chamado apenas de HIStory, é um álbum duplo lançado por Michael Jackson pela Epic em 1995 que reúne trinta canções. No primeiro disco --HIStory Begins--, uma seleção de quinze sucessos remasterizados. No segundo --HIStory Continues--, a primeira coleção de músicas inéditas lançada pelo cantor desde o álbum Dangerous, de 1991. O álbum já vendeu mais de 25 milhões de cópias em todo o mundo,tornando-se o álbum duplo mais vendido de todos os tempos.[2] [3] [4] A semi-coletânea recebeu seis indicações ao Grammy Award de 1996.Impressionante também, é as vendagens do single de Scream, They Don't Care About Us, Stranger In Moscow, You Are Not Alone e Earth Song, eles voltaram a vender mais do que na década de 90 e agora, se tornam hits favoritos de fãs, antigos e novos que conseguiram - finalmente - compreender as canções do disco.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O lançamento de HIStory foi antecedido e sucedido por muita polêmica. Desde a vinculação de um comercial de quatro minutos na televisão, em que Jackson liderava uma tropa de soldados aparentemente nazistas; à capa do álbum, que ostentava a imagem de uma estátua em bronze do cantor como se representasse um semi-deus. Estátuas similares, mas de concreto, foram levantadas em algumas das principais capitais europeias, como Berlim e Londres.

Divulgação[editar | editar código-fonte]

O álbum fazia parte de um dispendioso projeto de marketing desenvolvido pela Sony Music para restabelecer a influência de Jackson no mercado fonográfico depois do escândalo que desestruturou sua carreira em 1993. Foram gastos 30 milhões de dólares em publicidade e propaganda para o lançamento da coletânea em junho de 1995 e subsequente divulgação de cinco compactos. Foi a maior campanha de marketing já montada para promover um disco.

Para a maior promoção do álbum, Michael foi a diversos programas de televisão e premiações para apresentar seus singles recém-lançados:

  • MTV: Video Music Awards (1995): medley dos maiores sucessos, incluindo Scream e You Are Not Alone;
  • Wetten Dass (1995): Dangerous e Earth Song;
  • Brit Awards (1996): Earth Song;
  • World Music Awards (1996): Earth Song;

Entre outros

Músicas[editar | editar código-fonte]

Polêmica também nas letras das músicas inéditas. Em 1995, duas entidades de luta contra o preconceito racial advertiram sobre a existência de expressões potencialmente anti-semitas na canção "They Don't Care About Us". A música foi regravada e retirada dela a palavra "jew", em português "judeu", que assume um segundo significado quando usada como gíria: "trapacear".

Este é considerado o mais pessoal dos álbuns de Jackson, já que em muitas letras notamos sua indignação com a mídia global:

  • "Tabloid Junkie": no refrão Jackson diz: "Só porque você lê numa revista ou vê nas notícias não faz disso um fato real";
  • "Childhood: Jackson explica suas "excentricidades" alegando que não teve uma infância normal, podemos notar isso em "Pessoas dizem que eu não estou bem porque eu amo algumas coisas excentricas, mas tentem entender porque eu eu não conheci minha infância".
  • "D.S.": Na letra, Jackson acusa uma personagem chamada Dom Sheldon de fazer parte da organização racista Ku Klux Klan. O nome é similar à do promotor de justiça Tom Sneddon, que encaminhou o processo de abuso sexual movido contra o astro em 1993.
  • "You Are Not Alone": Em sua luta pessoal contra a solidão, onde a faixa "You Are Not Alone", Michael diz, no refrão, o que sonhava ouvir: "You are not alone / I am here with you", ou em português: "Você não está sozinho / Eu estou aqui com você".

Capa e encarte[editar | editar código-fonte]

A capa do álbum foi considerada a mais cara da história (estima-se US$ 1 milhão). O encarte que acompanha o CD duplo traz depoimentos de Elizabeth Taylor, Steven Spielberg e Jaqueline Kennedy Onassis e é composto por 48 páginas.

O Título[editar | editar código-fonte]

O título do HIStory - Past, Present and Future, Book I, refere-se ao objetivo da produção: Como uma semi-coletânea, que traz 15 dos maiores sucessos de Michael — daí o nome HIStory (em português: História), num trocadilho com a palavra em inglês "His" (Dele, em português), formando assim o título HIStory, que quer dizer, literalmente, "Sua História" —, com 15 novos sucessos — assim o subtítulo: Past, Present and Future, Book I (em português: Passado, Presente e Futuro, Livro I) — mostrando que Michael é o Rei do Pop do passado, presente e do futuro.

Sucesso comercial[editar | editar código-fonte]

HIStory chegou à primeira posição na lista dos mais vendidos em 19 países (perdendo apenas para Dangerous, que chegou a #1 em 23 países ao redor do mundo), e interessou vinte milhões de pessoas no mundo, que adquiriram uma cópia do álbum, tornando-se o álbum duplo mais vendido de todos os tempos.[2] "Scream", um dueto de Jackson com a irmã Janet, foi escolhido como primeiro compacto promocional da semi-coletânea, em maio de 1995. Um videoclipe orçado em 7 milhões de dólares foi produzido para acompanhar a canção. Nos Estados Unidos, "Scream" estreou em quinto lugar na Billboard quebrando um recorde de 37 anos, dos Beatles. O compacto tinha como lado-b a faixa "Childhood", tema do filme "Free Willy II".

O recorde foi superado mais uma vez por Michael Jackson três meses depois quando "You Are Not Alone" estreou na primeira posição. Um feito inédito e que seria igualado poucas vezes no futuro. O terceiro compacto de HIStory, "Earth Song", tornou-se o maior sucesso do álbum na Europa. A canção não chegou às rádios nos Estados Unidos. "Earth Song" também se firmou como a música de maior sucesso da carreira de Jackson na Alemanha, Reino Unido, Suíça e Dinamarca.

HIStory conquistou a primeira posição entre os mais vendidos em 19 países - a maioria deles europeus. Na Dinamarca, Suíça, Países Baixos e Bélgica a semi-coletânea é o álbum mais vendido de Jackson.

  1. Suécia :: 119 semanas :: #01 (por 7 semanas);
  2. Brasil :: 102 semanas :: #01 (por 6 semanas);
  3. Canadá :: 98 semanas :: #01 (por 2 semanas);
  4. EUA :: 138 semanas :: #01 (por 3 semanas);
  5. Holanda/Países Baixos :: 131 semanas :: #01 (por 17 semanas);
  6. Dinamarca :: 108 semanas :: #01 (por 12 semanas);
  7. Japão :: 114 semanas :: #01 (por 7 semanas);
  8. França :: 103 semanas :: #01 (por 3 semanas);
  9. Grécia :: 94 semanas :: #02
  10. Austrália :: 112 semanas :: #01 (por 9 semanas);
  11. Nova Zelândia :: 85 semanas :: #01 (por 4 semanas);
  12. Alemanha :: 134 semanas :: #01 (por 17 semanas);
  13. Suíça :: 117 semanas :: #01 (por 13 semanas);
  14. Reino Unido :: 129 semanas :: #01 (por 16 semanas);
  15. Áustria :: 91 semanas :: #01 (por 8 semanas);
  16. México :: 110 semanas :: #01 (por 3 semanas);
  17. Espanha :: 78 semanas :: #01 (por 4 semanas);
  18. Polônia :: 38 semanas :: #01 (por 1 semana);
  19. Itália :: 97 semanas :: #01 (por 5 semanas);
  20. Bélgica :: 104 semanas :: #01 (por 15 semanas);
  21. Finlândia :: 88 semanas :: #01 (por 2 semanas);
  22. Argentina :: 71 semanas :: #03
  23. Rússia :: 86 semanas :: #01 (por 1 semana);
  24. India :: 107 semanas :: #01 (por 9 semanas);
  25. Coreia do Sul :: 93 semanas :: #01 (por 4 semanas);

Referências

Faixas[editar | editar código-fonte]

HIStory: Past, Present and Future, Book I - Disco 1[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Billie Jean"   Michael Jackson 4:54
2. "The Way You Make Me Feel"   Michael Jackson 5:00
3. "Black or White"   Michael Jackson; letras de rap por Bill Bottrell 4:15
4. "Rock With You"   Rod Temperton 3:40
5. "She's Out of My Life"   Tom Bahler 3:38
6. "Bad"   Michael Jackson 4:07
7. "I Just Can't Stop Loving You" (com Siedah Garrett) Michael Jackson 4:12
8. "Man in the Mirror"   Siedah Garrett, Glen Ballard 5:20
9. "Thriller"   Rod Temperton 6:00
10. "Beat It"   Michael Jackson 4:18
11. "The Girl Is Mine" (com Paul McCartney) Michael Jackson 3:41
12. "Remember the Time"   Michael Jackson, Bernard Belle, Teddy Riley 4:00
13. "Don't Stop 'til You Get Enough"   Michael Jackson 6:04
14. "Wanna Be Startin' Somethin'"   Michael Jackson 6:05
15. "Heal the World"   Michael Jackson 6:25

HIStory: Past, Present and Future, Book I - Disco 2[editar | editar código-fonte]

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Scream" (com Janet Jackson) Michael Jackson, Janet Jackson, James Harris III, Terry Lewis 4:38
2. "They Don't Care About Us"   Michael Jackson 4:44
3. "Stranger in Moscow"   Michael Jackson 5:44
4. "This Time Around" (com The Notorious B.I.G.) Michael Jackson, Dallas Austin, Bruce Swedien, Rene Moore 4:20
5. "Earth Song"   Michael Jackson 6:47
6. "D.S." (featuring Slash) Michael Jackson 4:50
7. "Money"   Michael Jackson 4:41
8. "Come Together"   John Lennon, Paul McCartney 4:02
9. "You Are Not Alone"   R. Kelly 5:45
10. "Childhood" (Tema de Free Willy 2) Michael Jackson 4:28
11. "Tabloid Junkie"   Michael Jackson, James Harris III, Terry Lewis 4:32
12. "2 Bad" (com Shaquille O'Neal) Michael Jackson, Bruce Swedien, René Moore, Dallas Austin 4:49
13. "HIStory"   Michael Jackson, James Harris III, Terry Lewis 6:37
14. "Little Susie"   Michael Jackson 6:13
15. "Smile"   Charlie Chaplin, John Turner, Geoffrey Parsons 4:56

Músicas Arquivadas[editar | editar código-fonte]

  • "Basszouille" (Michael Jackson/Bruce Swedien)
  • "Face" (Michael Jackson)
  • "Fear" (Michael Jackson)
  • "In the Back" (Michael Jackson) - Lançada em 2004 na coletânea The Ultimate Collection
  • "Why" (Michael Jackson/Babyface) - Faixa cedida por Jackson aos seus sobrinhos 3T que estavam se lançando na música na época, nessa versão Michael aparece como participação.
  • "Morphine"* (Michael Jackson)
  • "Ghosts"* (Michael Jackson/Teddy Riley)
  • "Is It Scary"* (Michael Jackson/Jimmy Jam/Terry Lewis)

(*) Canções incluídas no tracklist do álbum remix Blood on the Dance Floor: HIStory in the Mix, de 1997, que só não entraram no tracklist final de HIStory por serem canções, que, liricamente, seguem uma linha diferente da do álbum.

Estilo[editar | editar código-fonte]

Em History Continues encontramos diversos estilos: dando continuidade ao estilo criado em seu álbum anterior, Dangerous, muitas músicas são classificadas como new jack swing, mas ainda há presença de R&B, pop, dance, dance-pop, urban, pop-rock, hip hop e funk e pela primeira vez em um álbum seu, Michael assume sua paixão por música clássica, como podemos ver na canção "Little Susie", "Childhood" e em "Smile" (música que em seu funeral Brooke Shields declara como era sua preferida).

Singles[editar | editar código-fonte]

No total foram lançados 5 singles oficiais para a promoção do álbum:

  • "Scream/Childhood": "Scream", canção com a participação da irmã mais nova de Michael, a cantora Janet Jackson, obteve um rendimento satisfatório. Sua posição máxima na Billboard Hot 100 foi 5º lugar. Seu videoclipe, o mais caro da historia, com um custo de 7 milhões de dolares, estreou no dia 14 de Junho de 1995 numa entrevista que Jackson e Lisa Marie (sua esposa na época), concederam à jornalista Diane Sawyer com uma audiência de mais de 63 milhões de norte-americanos. Childhood, a trilha sonora do Free Willy 2, foi lançada como lado B de "Scream" e CD-promocional teve poucas cópias comercializadas e a sua difusão nas rádios do mundo foi fraca, quanto a recepção dos críticos: mista. "Scream/Childhood" vendeu 2 milhões de cópias mundialmente.
  • "You Are Not Alone": Lançada em agosto de 1995, pode ser considerada a música de maior sucesso do álbum, já que tal música foi a 1ª na história da música a estrear em 1º lugar na Billboard Hot 100 e foi um estouro mundial. O videoclipe foi gravado em um teatro na cidade de Nova York com a participação de sua então esposa, Lisa Marie Presley. O single vendeu, mundialmente, 1.5 milhões de cópias.
  • "Earth Song": lançado como 3º single da Era HIStory, "Earth Song" dá continuidade ao trabalho de Michael de lançar canções com mensagens sociais como "We are the World", "Man in the Mirror" e "Heal The World". Tal canção só foi lançada na Europa e por lá é o maior sucesso comercial de sua carreira, superando até mesmo seus mega-hits "Billie Jean", "Beat It" e "Black or White". O videoclipe se passa em 4 lugares diferentes do Planeta: Na Floresta Amazônica, com nativos da região, em uma zona de guerra na Croácia, com os moradores da área, na Tanzânia, que incorporou as cenas da caça ilegal de Elefantes com suas presas de marfin arrancadas - e, por fim, em Warwick, nos EUA, onde um incêndio florestal foi simulado em um campo de milho (onde Jackson aparece). Um dos mais belos vídeo clipe da carreira do cantor, "Earth Song" foi transmitido mundialmente (exceto para os Estados Unidos).
  • "They Don't Care About Us": Lançada mundialmente em Abril de 1996, a música obteve grande sucesso mundialmente, principalmente na Europa. Em toda carreira de Michael, tal música é a única que foi censurada por sua letra e a única a obter dois videoclipes: o exibido na América do Norte e na Europa se passa numa cadeia onde os presos começam uma rebeldia por causa da música que o guarda, Michael, está cantando, que fala sobre o domínio das autoridades políticas e militares na vida das pessoas, e que essas mesmas autoridades não se importam com as pessoas negras ou pobres, e que às tratam como lixo. E o exibido no resto do mundo se passa em uma favela no Rio de Janeiro e e no Pelourinho em Salvador. Neste último há a participação do grupo brasileiro Olodum. Mundialmente, segundo estimativas da Sony, "They Don't…" vendeu. 2. milhões de cópias (2010);
  • "Stranger in Moscow": Lançada em Novembro de 1996 e em Agosto de 1997 nos EUA, em muitos países europeus chegou ao Top 10. A música fala sobre um homem amado por 1/2 do mundo e odiado pelo outro 1/2. Ele vive em Moscou, onde não é notado porque alegou que Moscou é uma cidade onde mesmo estando no meio da rua, ainda está sozinho. Ele se trata na música como um estranho em Moscou. O videoclipe é em preto e branco e diferencia as pessoas calmas das pessoas apressadas do mundo.

Também foram lançados 2 singles promocionais, isto é, apenas para as rádio:

  • This Time Around: Seria lançada como 4º single oficial de HIStory em dezembro de 1995. Este single ajudaria também a divulgar um show chamado One Night Only que seria transmitido pela HBO, que mais tarde foi cancelado quando Jackson entrou em colapso por exaustão durante um ensaio. Os planos para "This Time Around" depois da baixa de Michael foi para o ralo e a canção só seria lançada agora como um single promocional nos Estados Unidos apenas, com uma edição de rádio e uma penca de remixes. "This Time Around" alcançou a posição #23 na Billboard Hot R&B/Hip-Hop Songs Chart.
  • "Smile": Tal canção seria o último single de HIStory, mas foi cancelado depois de se constatar que não se tratava de uma música de muito sucesso. Foram impressos pequenos lotes que na época deveriam ter sido lançados (que, hoje, são considerados pecas de colecionador).

HIStory World Tour[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 1996, Jackson deu início à turnê promocional do álbum HIStory com um show de lotação esgotada na cidade de Praga, na República Checa, para mais de 130 mil pessoas. Ao término dos concertos, mais de um ano depois, Jackson tinha levado 4.5 milhões de pessoas aos estádios de 56 cidades, em 35 países diferentes. Com isso, a turnê estabelecia um novo recorde mundial de público, antes pertencente à turnê anterior de Michael, a Dangerous World Tour, iniciada em 1992, fazendo desta turne a de maior arrecadacao por um artista masculino solo em todos os tempos.

Durante o espetáculo, Michael cantava oito canções inéditas do álbum HIStory, como "You Are Not Alone", "Earth Song","They Don't Care About us","Stranger In Moscow","D.S.", "Come Together", "HIStory" e uma versão solo de "Scream", que abria os concertos. A canção "In The Closet", do álbum Dangerous, de 1991, também eram apresentadas ao vivo pela primeira vez. Os shows eram os mais longos da carreira de Jackson e incluiam canções de todos os álbuns solo lançados por Michael pela Sony Music.

Faziam parte do repertório as canções "Rock With You","Off The Wall" e "Don't Stop 'Till You Get Enough", do álbum Off the Wall (1979); "Billie Jean","Thriller", "Wanna Be Startin' Somethin'" e "Beat It", de Thriller (1982); "The Way You Make Me Feel" e "Smooth Criminal", de Bad (1987); e as mais recentes "Black Or White", "Heal The World" e "Dangerous" (esta última em uma versão menor) de Dangerous (1991). Três canções do Jackson 5 também faziam parte do concerto: "I Want You Back" (1969), "The Love You Save" (1970) e "I'll Be There" (1970). A Canção "Blood On The Dance Floor" foi adicionada na segunda metade da turnê e apresentada nos concertos na Europa, devido ao grande sucesso da canção no continente.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  1. Pop/Rock Vídeo do Ano ("Scream")
  2. Prêmio Especial por Mérito ("You Are Not Alone")
  1. Vídeo Dance do Ano ("Scream")
  2. Melhor Coreografia ("Scream")
  3. Direção de Arte ("Scream")
  1. Cantor Pop/Rock do Ano
  1. Melhor Videoclipe ("Scream")
  1. Cantor do Ano
  2. Cantor Americano do Ano
  3. Cantor R&B do Ano
  4. Prêmio Especial por Mérito (Thriller)
  5. Prêmio Especial por Mérito (Michael Jackson)

Ver também[editar | editar código-fonte]