INS Viraat

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de HMS Hermes (R12))
Ir para: navegação, pesquisa
INS Viraat (R22)
Carreira   Bandeira da marinha que serviu
Data de encomenda 21 de junho de 1944
Lançamento 16 de fevereiro de 1953
Comissionamento 25 de novembro de 1959
Descomissionamento 1984
Porto de registo HMNB Portsmouth
Período de serviço 1953-1986
Estado transferido para a Marinha da Índia
Outro(s) nome(s) HMS Hermes (R12)
Carreira Naval Ensign of India.svg
Data de
aquisição
Maio de 1987
Comissionamento 19 de abril de 1992
Características gerais
Deslocamento 23 000 toneladas (padrão); 28 000 toneladas (carga total)
Comprimento 236,14 m
Boca 45,10 m
Calado 8,5 m
Propulsão 2 turbinas Parson, 76 000 shp (57 MW)
Velocidade 28 nós (52 km/h)
HMS Hermes (R12) em 16 de março 1982.

HMS Hermes (R12) é um porta-aviões, da Classe Centaur, da Marinha do Reino Unido foi comissionado em 25 de novembro de 1959. Participou da Guerra das Malvinas em 1982 assumindo a posição de navio líder da esquadra.

Em 1986 foi vendido para a Marinha da Índia e passou a usar o nome de INS Viraat (R22) (Sânscrito: विराट, Virāṭ. "Gigante"). O Viraat é o navio-almirante da marinha de guerra indiana.

HMS Hermes (R12)[editar | editar código-fonte]

O navio foi construído pelo estaleiro Vickers-Armstrong em Barrow-in-Furness na Inglaterra durante a Segunda Guerra Mundial com o nome de HMS Elephant. A construção foi suspensa em 1945, e só foi retomada em 1952 com a limpeza do casco e conclusão da rampa de lançamento de aviões, o porta-aviões foi lançado ao mar em 16 de fevereiro de 1953. A embarcação permaneceu inacabada até 1957, o navio finalmente entrou em serviço em 18 de Novembro de 1959, com o nome de HMS Hermes após extensas modificações.

Guerra das Malvinas[editar | editar código-fonte]

O Hermes estava sendo preparado para ser desmontado em 1982, depois de uma avaliação feita pela Royal Navy, quando a Guerra das Malvinas eclodiu. O navio foi transformado no carro-chefe das forças britânicas, partindo para o Atlântico Sul apenas três dias depois da invasão argentina das Ilhas Malvinas. O porta-aviões estava armado com 12 aviões Sea Harrier FRS1 da Royal Navy e 18 helicópteros Sea Kings. Poucas semanas depois, mais aeronaves voaram ou foram transportados por outros navios para substituir algumas perdas e aumentar a força-tarefa. A aviação embarcada do Hermes aumentou para 16 Sea Harriers, 10 Hawker Siddeley Harrier GR3 operados pela Royal Air Force, e 10 helicópteros Sea Kings (alguns dos helicópteros que chegaram as Malvinas com o porta-aviões foram redistribuídos para outros navios). Estava embarcada no navio tropas de Serviço Aéreo Especial (SAS) e Real Marines. O porta-aviões foi a mais importante peça da força britânica deslocada para as Malvinas. Devido à possibilidade de ataques da força aérea argentina, o navio ficou a distância operando no limite do raio de alcance de seus aviões, que foram muito bem sucedidos em conter os aviões inimigos.

INS Viraat[editar | editar código-fonte]

O NS Viraat é o porta-aviões mais antigo em serviço do mundo e apenas o segundo de seu tipo estacionado no Oceano Índico. Ele possue capacidade de carregar cerca de 30 aeronaves (incluindo o caça BAE Sea Harrier) e tem um complemento de 1 350 homens.[1]

Em 2009, o governo indiano demonstrou sinais de que pretende aposentar o navio por volta do ano de 2020.[2] [3] A essa altura, a embarcação completaria cerca de 60 anos no serviço ativo, mais do dobro da vida útil projetada para o navio que era de 25 anos. Um porta-aviões mais moderno e maior está sendo projetado para a Marinha da Índia para substituir o Viraat.[2]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Colledge, J. J.; Warlow, Ben (2006) [1969]. Ships of the Royal Navy: The Complete Record of all Fighting Ships of the Royal Navy (Rev. ed.). London: Chatham Publishing. ISBN 978-1-86176-281-8. OCLC 67375475.
  • Friedman, Norman (1988). British Carrier Aviation: The Evolution of the Ships and Their Aircraft. Annapolis, MD: Naval Institute Press. ISBN 0-87021-054-8.
  • McCart, Neil (2001). HMS Hermes 1923 & 1959. Cheltenham, England: Fan Publications. ISBN 1-901225-05-4.
  • Sturtivant, Ray (1984). The Squadrons of the Fleet Air Arm. Tonbridge, Kent: Air-Britain (Historians). ISBN 0-85130-120-7.

Referências

  1. "INS Viraat - Bharat Rakshak". Acessado em 10 de maio de 2012.
  2. a b Naval Air: Where There Were None, Now There Is One Strategypage.com (20 de agosto de 2009). Visitado em 26 de fevereiro de 2011.
  3. "INS Viraat refit complete, gears up for golden jubilee, Ritu Sharma, Indo-Asian News Service, 17 August 2009". Página acessada em 14 de outubro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre INS Viraat
Ícone de esboço Este sobre Porta-aviões é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.