HOMO/LUMO/SOMO

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diagrama dos orbitais HOMO e LUMO de uma molécula.

HOMO e LUMO são os acrónimos para orbital molecular ocupado mais alto (em inglês highest occupied molecular orbital) e orbital molecular não ocupado mais baixo (lowest unoccupied molecular orbital), respectivamente. A diferença de energias do HOMO e LUMO, denominada salto de banda, algumas vezes pode servir como uma medida da excitabilidade da molécula: a menor energia, mais facilmente pode ser excitada.

Devido a sua natureza, importância e papel em reações químicas e seus mecanismos, HOMO e LUMO, são tratados como orbitais de fronteira, na teoria de OMF, Orbitais Moleculares de Fronteira (ou FMO, de Frontier Molecular Orbitals).[1] [2] Igualmente, no estudo de supercondutores, os termos orbitais de fronteira são usados.[3]

O HOMO é aos semicondutores orgânicos e pontos quânticos, o que a banda de valência é aos semicondutores inorgânicos. A mesma analogia existe entre o LUMO e a banda de condução. A diferença de energia entre o HOMO e LUMO é considerada como a energia da banda proibida.

Quando a molécula forma um dímero o um agregado, a proximidade dos orbitais de moléculas diferentes induz à separação dos níveis de energia HOMO e LUMO. Esta separação produz subníveis vibracionais onde cada um tem sua própria energia, ligeiramente diferente um do outro. Quando há suficientes moléculas influenciando-se mutuamente (por exemplo, em um agregado), há tantos subníveis que não se percebe sua natureza discreta: formam um continuum. Não consideramos mais niveis de energia, sem bandas de energia.[4]

SOMO[editar | editar código-fonte]

Um SOMO é um orbital molecular ocupado por um só elétron (singly occupied molecular orbital), presente em radicais livres.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Valdemar Lacerda Júnior et al.; Reatividade em reações de Diels-Alder: uma prática computacional; Quím. Nova vol.30 no.3 São Paulo May/June 2007 doi:10.1590/S0100-40422007000300038
  2. HONÓRIO, K. M. et al.; Influência das Energias dos Orbitais de Fronteira na Reatividade Química de Substâncias Bioativas; 47º CBQ - www.abq.org.br
  3. Jorge Alberto Manso Raimundo da Rocha; Modelo de orbitais moleculares para supercondutores - Biblioteca.Net
  4. Martin Pope et Charles E. Swenberg, Electronic Processes in Organic Crystals and Polymers, 2nd ed., Oxford Science Publications, Oxford University Press, New York, 1999 ISBN 0-195-12963-6 (em inglês)
  5. IUPAC Gold Book http://www.iupac.org/goldbook/S05765.pdf
Química A Wikipédia possui o:
Portal de Química
Ícone de esboço Este sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.