Haemonchus contortus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaHaemonchus contortus
Ovo de Haemonchus contortus

Ovo de Haemonchus contortus
Classificação científica
Domínio: Eukariota
Reino: Animalia
Subreino: Metazoa
Superfilo: Protostomia
Filo: Nematoda
Classe: Secernentea
Subclasse: Rhabditia
Ordem: Strongylida
Família: Trichostrongylidae
Género: Haemonchus
Espécie: Haemonchus contortus

Haemonchus contortus é uma espécie de nemátodo parasita de ruminantes. Ocorre com maior freqüência nas regiões mais quentes e secas do planeta.

Ciclo de vida[editar | editar código-fonte]

Não há um hospedeiro intermediário para esta espécie: seu único hospedeiro são os animais ruminantes que ingerem as larvas. Os adultos, tanto machos quanto fêmeas, vivem no abomaso desses animais. As fêmeas podem produzir entre 5.000 e 10.000 ovos por dia, os quais são eliminados pelo hospedeiro através das fezes. Os ovos eclodem nas fezes de quatro a seis dias após serem eliminados, em temperatura ambiente entre 24 e 30 °C.

Após a eclosão dos ovos, a larva rabtidiforme passa por muda de sua cutícula de quitina. Nos dois primeiros instares, denominados L1 e L2, a larva alimenta-se de bactérias. Quando atinge o estádio L3, a larva filariforme reveste-se com a cutícula do segundo instar como uma bainha protetora, não se alimenta pois está completamente envolvida por esta bainha e esta é a forma infectante. A larva infectante é bastante móvel e migra para a pastagem. Os ruminantes ingerem a larva infectante (L3) no pasto. A bainha protetora é desfeita quando a larva atinge o rúmen, o primeiro dos quatro estômagos dos ruminantes. A larva passa para o abomaso e penetra na mucosa onde atinge o quarto estádio (L4) após 48 horas. A larva de 4 estadio (L4)retorna ao lume do abomaso e muda para L5, em seguida atinge o estadio adulto, diferenciado em macho e fêmea[1] . A partir da L4 este nematódeo alimenta-se de sangue trazendo potencial risco de anemia ao hospedeiro. t.[2]

Referências

  1. Soulsby, E. J. L. Parasitologia y enfermedades parasitarias en los animales domesticos. 7ed. Nueva editorial Interamericana. Mexico. 823p
  2. Haemonchus, Ostertagia, and Trichostrongylus spp. The Merck Veterinary Manual (2006). Página visitada em 26-08-2008.
Ícone de esboço Este artigo sobre Invertebrados, integrado no Projeto Invertebrados é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.