Hans Martin Sutermeister

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hans Martin Sutermeister
H. M. Sutermeister em 1945
Pseudônimo(s) Hans Moehrlen
Nascimento 29 de setembro de 1907
Schlossrued
Morte 5 de maio de 1977 (69 anos)
Basileia
Nacionalidade Suíça suíça
Cidadania Suíça
Parentesco Heinrich Sutermeister e Peter Sutermeister (irmãos)
Ocupação médico escritor, cientista amador
Principais trabalhos Zwischen zwei Welten

Hans Martin Sutermeister (Schlossrued, 29 de setembro de 1907 - Basileia, 5 de maio de 1977) foi um médico escritor e cientista amador.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Hans Martin Sutermeister era filho de Frederico Sutermeister e irmão do compositor Heinrich Sutermeister. Doutorou-se em medicina sob orientação de seu tio Hans Hunziker na Universidade de Basileia em 1941. Sob o pseudônimo de Hans Möhrlen publicou o Bildungsroman autobiográfico Entre dois mundos em 1942 (proibido na Alemanha Nazi)[1] e uma valsa (com arranjo para violino e piano e para piano só) em 1949.[2] Dialogou nos anos 1940 com socialistas como Emil J. Walter e Jakob Bührer, teve afinidade com a Associação Suíça de Livre Pensadores e foi fortemente criticado por católicos como Mario von Galli (na revista Orientierung) e Gebhard Frei.

A fim de receber a habilitação em história da medicina e em psicologia médica (psicossomática), Sutermeister depositou, no começo dos anos 1950, subsequentemente, três publicações na Faculdade de Medicina da Universidade de Berna:[3] Sobre as mudanças na percepção das enfermedades (1947); Psicosomática do riso e do choro (1952); e Schiller como médico: uma contribuição para a história da pesquisa psicossomática (1955)[4] [3] [5] [6] . Mas a sua habilitação foi reprovada pelo professor responsável, Erich Hintzsche.[4]

De 1968 até 1971 foi eleito membro do poder executivo do município de Berna, representando a Aliança dos Independentes neste grêmio. Neste cargo foi nomeado responsável das escolas daquela cidade. Como tal promoveu o ensino unificado[7] e fez uma campanha contra a importação do polêmico Pequeno Livro Vermelho dos Estudantes na Suíça.[8]

Nos anos 1960 foi membro do grêmio do ombudsman da sociedade Migros (Büro gegen Amts- und Verbandswillkür), e neste contexto lutou ara os direitos de vitimas de erros judiciais, particularmente Pierre Jaccoud[9] (seu envolvimento neste caso teve consequências ambíguas)[10] . Publicou seus resultados em 1976 na sua obra Summa iniuria: Ein Pitaval der Justizirrtümer, um dos mais volumosos trabalhos sobre erros judiciais na língua alemã.[11]

Publicações (seleção)[editar | editar código-fonte]

  • Zwischen zwei Welten: Novelle (em alemão). Berna: Mettler & Salz, 1942. 76 pp. ISBN 978-3226000306. [1]
  • (1947) "Über die Wandlungen in der Auffassung des Krankheitsgeschehens" (em alemão). Gesundheit und Wohlfahrt (12): 417–460. Zurique: Orell Füssli. OCLC 176764933.
  • (1952) "Psychosomatik des Lachens und Weinens" (em alemão). Gesundheit und Wohlfahrt (6): 337–371. Zurique: Orell Füssli. PMID 12989438.
  • (1955) "Schiller als Arzt: ein Beitrag zur Geschichte der psychosomatischen Forschung" (em alemão). Berner Beiträge zur Geschichte der Medizin und der Naturwissenschaften (13). Berna: Paul Haupt. ISSN 1010-1950.
  • Möglichkeiten einer inneren und äusseren Schulreform im Sinne der Gesamtschule in der Stadt Bern: Prolegomena zu einer Projektstudie „Integrierte Gesamtschule Brünnen“ entsprechend der Motion Theiler (em alemão). Berna: Direção das Escolas de Berna, 1971. 225 pp.
  • Summa Iniuria: Ein Pitaval der Justizirrtümer (em alemão). Basileia: Elfenau, 1976. 810 pp. ISBN 978-3226000962.
  • Grundbegriffe der Psychologie von heute (em alemão). Basileia: Elfenau, 1976. 523 pp.

Fontes secundárias[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Fredi Lerch: Depoimento precoce de não-conformismo suíço. Revista Espaço Acadêmico, v. 11, n. 134 (2012), p. 181-183. (em português)
  2. Obras de Hans Martin Sutermeister em International Music Score Library Project
  3. a b Jakob Klaesi: Betrifft Habilitationsgesuch des Dr. med. H. M. Sutermeister. Carta para Bernhard Walthard (o então decano da Faculdade de Medicina da Universidade de Berna), 6 de setembro de 1954.
  4. a b Marcel H. Bickel. Henry E. Sigerist: Vier ausgewählte Briefwechsel mit Medizinhistorikern der Schweiz (em alemão). Berna: Peter Lang, 2008. 378, 572–574 pp. ISBN 978-3-03911-499-3.
  5. Marcel Florkin. (1956). "Resenha de “Schiller como médico”". Archives internationales d'histoire des sciences 9 (34/37).
  6. Rudolph Seiden. (1956). "Resenha de “Schiller como médico”". Books Abroad 30 (1): 59.
  7. Esta chamada Gesamtschule é, segundo ele, baseada em teorias de Horst Mastmann, Werner Correll e Heinz-Rolf Lückert. Fonte: Hans Martin Sutermeister. Möglichkeiten einer inneren und äusseren Schulreform im Sinne der Gesamtschule in der Stadt Bern: Prolegomena zu einer Projektstudie „Integrierte Gesamtschule Brünnen“ entsprechend der Motion Theiler (em alemão). Berna: Schuldirektion der Stadt Bern, 1971.
  8. Hans-Peter Stalder. (1 de Julho de 1970). Kontroverse um kleines rotes Schülerbuch. Zurique: Schweizer Fernsehen. (em alemão)
  9. Gerhard Mauz. (1965). "Schuldig, weil wir keinen anderen haben: über die Fehlurteilsjäger Hans Martin Sutermeister und Gustav Adolf Neumann" (em alemão). Der Spiegel 18: 116,118,120,121. ISSN 0038-7452. Visitado em 22-04-2011.
  10. Jürgen Thorwald. Blutiges Geheimnis (em alemão). Munique: Knaur, 1966. p. 257–258. 1 vols. ISBN 978-3426032107.
  11. Karl Peters. (1976). "Sutermeister, Hans M.: Summa iniuria. Ein Pitaval der Justizirrtümer. Basel 1976" (em alemão). Zeitschrift für die gesamte Strafrechtswissenschaft 88: Abstract. DOI:10.1515/zstw.1976.88.4.978. ISSN 0084-5310. Visitado em 22-04-2011.
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Hans Martin Sutermeister