Hapi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hapi
H a
p y
N36
Outros nomes Mu-Hapi,E-Kher Hapi
Nascimento
Delta do Nilo,ilha de Biga
Parentesco Meret
Cônjuge Nekhbet(Alto Egito), Uadjit (Baixo Egito)
Hapi

Hapi era uma divindade da mitologia egípcia que personificava as águas do rio Nilo durante a inundação anual a que o Antigo Egipto estava sujeito entre meados de Julho e Outubro.

Hapi não tinha templos a si dedicados, mas era associado à região da primeira catarata do Nilo (ilha de Biga, onde se dizia que residia) ou ao vértice do Delta do Nilo, perto da cidade do Cairo. Apesar disso, o deus era popular um pouco por todo o Egipto.

Era por vezes representado de forma duplicada no símbolo do sema-taui, onde surge a atar as duas plantas heráldicas do Alto Egipto e do Baixo Egipto, o lótus e o papiro (cyperus papirus).

Apenas o faraó Siptah mencionou o deus Hapi na sua titulatura: o seu nome de Hórus apresenta-o como "amado de Siptah".

Iconografia[editar | editar código-fonte]

Hapi era representado como um homem com ventre proeminente e com seios, que veste a cinta dos pescadores e barqueiros. Na sua cabeça tinha o lótus e o papiro ou segurava estas plantas nas suas mãos. A sua pele poderia ser pintada de azul ou verde, duas cores associadas entre os antigos Egípcios à fertilidade. Era também representado a derramar água de jarros ou a levar mesas e bandejas com alimentos.

Hapi também era conhecido como "o pai dos deuses".

Relações com outras divindades[editar | editar código-fonte]

Hapi era associado ao deus Osíris, outra divindade com características relacionadas com a fecundidade. Enquanto que Hapi personificava as águas do Nilo, Osíris era a força fertilizante destas águas. Teria sido também Hapi a alimentar no seu seio Osíris, ajudando desta forma na ressureição do deus.

A sua esposa era a deusa Sekhmet. Outros deuses relacionados com Hapi eram Ísis (cujas lágrimas eram vistas como a causa da inundação do Nilo) e Khnum (divindade ligada às cataratas do Nilo).

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • CASTEL, Elisa - Gran Diccionario de Mitología Egipcia. Madrid: Aldebarán, 2001. ISBN 8495414147
  • SALES, José das Candeias - As divindades egípcias: uma chave para a compreensão do Egipto Antigo. Lisboa: Estampa, 1999. ISBN 9723314878