Haplogrupo I (ADN-Y)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Haplogrupo I

Haplogroup I (Y-DNA).PNG

Tempo de origem 25,000 a 30.000 anos
Lugar de origem Europa
Ancestral Haplogrupo IJ (ADN-Y)
Descendentes I1 e I2 (I2a )
Mutações definidas L41, M170, M258, P19_1, P19_2, P19_3, P19_4, P19_5, P38, P212, U179
Alta frequência Bósnia e Herzegovina

O haplogrupo I (ADN-Y) - M170 é um haplogrupo do cromossoma Y humano "irmão" do haplogrupo J (ADN-Y), presente em cerca de um quinto da população da europeia. Na figura da caixa de informação ao lado podemos observar a maior concentração nos; Balcãs, povos nórdicos e Sardenha, com especial incidência na Bósnia e Herzegovina. Encontra-se difundido por toda a Europa e, em menores frequências no Próximo Oriente, Cáucaso, África do Norte e Siberia Central.

Origem e dispersão[editar | editar código-fonte]

De acordo com a versão 8.75, de 6 Setembro de 2013, da Sociedade Internacional de Genealogia Genética (ISOGG), acredita-se que o haplogrupo I (DNA-Y) é um haplogrupo europeu representando um quinto da população europeia. Está praticamente ausente fora da europa o que sugere uma origem na Europa. As estimativas da idade do haplogrupo apontam para uma data anterior ao ultimo máximo glaciar LMG, da sigla em lingua inglesa Last Glacial Maximum.[1] As duas principais ramificações; I1 e I2 deram-se à cerca de 28.000 anos:

O I1-M253 tem maior frequência na Escandinávia, Islândia e na Europa. Na Grã-Bretanha, o haplogrupo I1-M253 é interpretado como um marcador das invasões Viking ou Anglo-Saxonicas. O I1b-M227 está concentrado no leste europeu e nos Bálcãs e julga-se ter cerca de mil a cinco mil anos. Também aparece com alguma frequência na Alemanha, República Checa, Polónia, Estónia, Ucrânia, Suiça, Eslovénia, Bosnis, Macedónia, Croacia e Libano.

O I2-M438 incluindo o I2* aparece na Arménia, Geórgia e Turquia; I2a1-P37.2, é a forma mais frequente nos Balcãs e na Sardenha. O I2a2-M436 atinge as frequências mais elavadas ao longo da costa NO do contitnente europeu. O I2a2a-M223 aparece na Grã-Bretanha e NO da Europa. O I2a2a1-M284 aparece quase exclusivamente na Grã-Bretahna sugerindo a hipótese de ter-se originado ai á milénios.

Árvore filogenética do haplogroupo I (ADN-Y) ibérico - 2013[editar | editar código-fonte]

A árvore filogenética do haplogroupo I (ADN-Y) ibérico em baixo[vago] ilustra a relação entre as diferentes ramificações do haplogrupo I de acordo com a classificação ISOGG de 2013 e entre parentesis os valores em percentagem colhidos da base de dados do web site Iberian Roots bem como hiper-ligações para mapas de densidade geográfica.

Haplogrupos do cromossoma Y humano

cromossoma Y comum a todos os homens
A
BT
B CT
DE CF
D E C F
G H IJK
IJ K-M9
I J LT K-M526
L T MS P NO
M S Q R N O
R1 R2
R1a R1b
Haplogrupos ibéricos.png

Referências

  1. Clark PU, Dyke AS, Shakun JD, et al.. (Agosto de 2009). "The Last Glacial Maximum" (em inglês). Science 325 (5941): 710–4. DOI:10.1126/science.1172873. PMID 19661421.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Nota[editar | editar código-fonte]

  • Este esboço sobre o haplogrupo I é uma tradução do texto em inglês da ISOGG.
Ícone de esboço Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.