Haplogrupo I (ADN-Y)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Haplogrupo I

Haplogroup I (Y-DNA).PNG

Tempo de origem 25,000 a 30.000 anos
Lugar de origem Europa
Ancestral Haplogrupo IJ (ADN-Y)
Descendentes I1 e I2 (I2a )
Mutações definidas L41, M170, M258, P19_1, P19_2, P19_3, P19_4, P19_5, P38, P212, U179
Alta frequência Bósnia e Herzegovina

O haplogrupo I (ADN-Y) - M170 é um haplogrupo do cromossoma Y humano "irmão" do haplogrupo J (ADN-Y), presente em cerca de um quinto da população da europeia. Na figura da caixa de informação ao lado podemos observar a maior concentração nos; Balcãs, povos nórdicos e Sardenha, com especial incidência na Bósnia e Herzegovina. Encontra-se difundido por toda a Europa e, em menores frequências no Próximo Oriente, Cáucaso, África do Norte e Siberia Central.

Origem e dispersão[editar | editar código-fonte]

De acordo com a versão 8.75, de 6 Setembro de 2013, da Sociedade Internacional de Genealogia Genética (ISOGG), acredita-se que o haplogrupo I (DNA-Y) é um haplogrupo europeu representando um quinto da população europeia. Está praticamente ausente fora da europa o que sugere uma origem na Europa. As estimativas da idade do haplogrupo apontam para uma data anterior ao ultimo máximo glaciar LMG, da sigla em lingua inglesa Last Glacial Maximum.1 As duas principais ramificações; I1 e I2 deram-se à cerca de 28.000 anos:

O I1-M253 tem maior frequência na Escandinávia, Islândia e na Europa. Na Grã-Bretanha, o haplogrupo I1-M253 é interpretado como um marcador das invasões Viking ou Anglo-Saxonicas. O I1b-M227 está concentrado no leste europeu e nos Bálcãs e julga-se ter cerca de mil a cinco mil anos. Também aparece com alguma frequência na Alemanha, República Checa, Polónia, Estónia, Ucrânia, Suiça, Eslovénia, Bosnis, Macedónia, Croacia e Libano.

O I2-M438 incluindo o I2* aparece na Arménia, Geórgia e Turquia; I2a1-P37.2, é a forma mais frequente nos Balcãs e na Sardenha. O I2a2-M436 atinge as frequências mais elavadas ao longo da costa NO do contitnente europeu. O I2a2a-M223 aparece na Grã-Bretanha e NO da Europa. O I2a2a1-M284 aparece quase exclusivamente na Grã-Bretahna sugerindo a hipótese de ter-se originado ai á milénios.

Árvore filogenética do haplogroupo I (ADN-Y) ibérico - 2013[editar | editar código-fonte]

A árvore filogenética do haplogroupo I (ADN-Y) ibérico em baixo[vago] ilustra a relação entre as diferentes ramificações do haplogrupo I de acordo com a classificação ISOGG de 2013 e entre parentesis os valores em percentagem colhidos da base de dados do web site Iberian Roots bem como hiper-ligações para mapas de densidade geográfica.

Haplogrupos do cromossoma Y humano

cromossoma Y comum a todos os homens
A
BT
B CT
DE CF
D E C F
G H IJK
IJ K
I J LT MNOPS
L T M NO P S
N O Q R
R1 R2
R1a R1b
Haplogrupos ibéricos.png

Referências

  1. Clark PU, Dyke AS, Shakun JD, et al.. (Agosto de 2009). "The Last Glacial Maximum" (em inglês). Science 325 (5941): 710–4. DOI:10.1126/science.1172873. PMID 19661421.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Nota[editar | editar código-fonte]

  • Este esboço sobre o haplogrupo I é uma tradução do texto em inglês da ISOGG.
Ícone de esboço Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.