Happy Gilmore

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Happy Gilmore
O Maluco do Golfe (PT)
Um Maluco no Golfe (BR)
Pôster de divulgação
 Estados Unidos
1996 • cor • 92 min 
Direção Dennis Dugan
Produção Robert Simonds
Roteiro Tim Herlihy
Adam Sandler
Elenco Adam Sandler
Christopher McDonald
Julie Bowen
Carl Weathers
Frances Bay
Gênero Comédia
Idioma Inglês
Música Mark Mothersbaugh
Cinematografia Arthur Albert
Edição Jeff Gourson
Steve R. Moore
Estúdio Brillstein-Grey Productions
Robert Simonds Productions
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 16 de fevereiro de 1996
Orçamento US$18 milhões
Receita US$41,205,099[1]
Página no IMDb (em inglês)

Happy Gilmore (br: Um Maluco no Golfe - pt: O Maluco do Golfe) é um filme de comédia de esporte estadunidense de 1996 dirigido por Dennis Dugan e produzido por Robert Simonds. É estrelado por Adam Sandler como o personagem-título, um jogador de hóquei no gelo mal sucedido que descobre um talento para o golfe. O roteiro foi escrito por Sandler e Tim Herlihy. Este filme foi o primeiro de vários colaborações entre Sandler e Dugan. O filme recebeu críticas mistas desde o seu lançamento.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Happy Gilmore (Adam Sandler) é um jovem que deseja ser jogador de hóquei no gelo mas sempre é rejeitado pelos clubes por ser um péssimo patinador. Ele acaba descobrindo sem querer ter vocação para o golfe, ao conseguir bater na bola mais forte do que qualquer outro, mesmo os profissionais. Chubbs Peterson, um ex-golfista talentoso que acabou abandonando o esporte ao ter a mão decepada por um crocodilo deseja treiná-lo mas Happy só quer saber de ganhar dinheiro o suficiente para pagar as dívidas do Imposto de Renda de sua avó, tirá-la do asilo (onde sofre nas mãos de um enfermeiro explorador) e recuperar a antiga casa dela. Ele disputa vários torneios e fica conhecido por manter os maus modos típicos dos jogadores de hóquei, usando roupas deselegantes e tendo ataques de fúria e agressividade contra os adversários, equipamento e assistentes. Seus modos acabam aumentando o público dos jogos mas irritam o grande jogador Shooter McGavman que usa de todos os meios lícitos e ilícitos para expulsar Happy do golfe.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Adam Sandler como Happy Gilmore, um jovem que quer ser um jogador profissional de hóquei no gelo.
  • Christopher McDonald como Shooter McGavin, um jogador arrogante que é o melhor jogador no "Pro Golf Tour" (turnê de golfe da ficção baseado no PGA Tour).
  • Julie Bowen como Virginia Venit, um gerente de relações públicas para o Pro Golf Tour.
  • Frances Bay como Vovó Gilmore.
  • Carl Weathers como Chubbs Peterson, um golfista profissional que foi forçado a se aposentar mais cedo quando sua mão foi mordida por um jacaré. Weathers reprisa o papel em 2000, no filme de Adam Sandler Little Nicky, apesar de ser feito pela New Line Cinema.
  • Allen Covert como Otto, um homem sem-teto que se torna transportador de Happy. O personagem é sem nome no filme, mas está listado nos créditos finais. Covert reprisa o papel em 2011 no filme Jack and Jill de Adam Sandler, apesar de ser feito pela Columbia Pictures.
  • Kevin Nealon como Gary Potter, o excêntrico que convence Happy a participar em seu primeiro torneio de Pro Golf Tour.
  • Richard Kiel como Sr. Larson, ex-chefe imponente de Happy.
  • Dennis Dugan como Doug Thompson, o comissário da Pro Golf Tour.
  • Joe Flaherty como fã rebelde, Donald
  • Lee Trevino como ele mesmo
  • Bob Barker como ele mesmo
  • Verne Lundquist como ele mesmo
  • Mark Lye como ele mesmo
  • Ben Stiller como Hal L.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

O filme recebeu críticas mistas dos críticos. Na revisão de filme no Rotten Tomatoes, recebeu uma classificação críticos de 60%.[2]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme foi um sucesso comercial, ficando em #2 nas bilheterias dos EUA em sua semana de estreia com $8.5 milhões em receitas. O filme arrecadou $12 milhões e ganhou o total de $41.2 milhões em todo o mundo, com $38.8 milhões a mais do que na bilheteria doméstica norte-americana.[1]

Inspiração[editar | editar código-fonte]

De acordo com Adam Sandler, Happy Gilmore é baseado em amigo de infância de Sandler, Kyle, que morava perto de Sandler em Manchester, New Hampshire. Kyle era um jogador de hóquei aspirante que poderia "bater uma bola de golfe mais do que qualquer um no bairro." Kyle se juntou a um campeonato de golfe local, e ganhou o campeonato do ano com a ajuda do pai de Sandler.[carece de fontes?]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Adam Sandler recebeu uma indicação ao Prêmio Framboesa de Ouro de pior ator para o filme.

O filme foi indicado para um Prêmio de Efeitos Sonoros; artistas de efeitos foley passaram mais de 40 horas criando, melhorando e aperfeiçoando o som do balanço de golfe de Adam Sandler.

O filme ganhou um MTV Movie Award para "Melhor Luta" por Adam Sandler versus Bob Barker.

Referências

  1. a b "Happy Gilmore", Box Office Mojo. Página visitada em 24 April 2009.
  2. Happy Gilmore Rotten Tomatoes. Flixster. Página visitada em 7 December 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]