Harald Cramér

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Harald Cramér
Matemática
Nacionalidade Suécia Sueco
Residência  Suécia
Nascimento 25 de setembro de 1893
Local Estocolmo
Morte 25 de outubro de 1985 (92 anos)
Local Estocolmo
Atividade
Campo(s) Matemática
Instituições Universidade de Estocolmo
Alma mater Universidade de Estocolmo
Tese 1917: Sur une classe de series de Dirichlet
Orientador(es) Marcel Riesz
Orientado(s) Herman Wold, Kai Lai Chung, Ulf Grenander
Conhecido(a) por Desigualdade de Cramér–Rao, conjectura de Cramér, teorema de Cramér–Wold, critério de Cramér–von-Mises, Modelo de Cramér-Lundberg
Prêmio(s) Medalha Guy de Ouro (1972)

Carl Harald Cramér (Estocolmo, 25 de setembro de 18935 de outubro de 1985) foi um matemático, atuário e estatístico sueco, especialista em estatística matemática e teoria probabilística dos números. Foi descrito por John Kingman como "um dos gigantes da teoria estatística".[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cramér ingressou na Universidade de Estocolmo em 1912 e lá realizou toda sua formação. Estudou matemática e química, sendo assistente do químico Hans von Euler-Chelpin com quem publicou seus cinco primeiros artigos científicos, nos anos de 1913 e 1914[2] . Focando a matemática, realizou mestrado e doutorado.

Profissionalmente, atuou como professor assistente entre 1917 e 1929. Deu importante contribuição no estudo da distribuição estatística dos números primos e números primos gêmeos com a publicação do artigo "On the order of magnitude of the difference between prime numbers"[3] . Nos anos 20, Cramér passou a dedicar-se mais a probabilidade. Juntamente com Kolmogorov, Lévy, Bernstein e Khinchin, revolucionou a teoria da probabilidade. Em 1929, também na Universidade de Estocolmo, tornou-se o primeiro professor sueco de Matemática Atuarial, posto que ocupou até 1958. Nesta época, apresentou importante contribuição à Teoria da Ruína, ao retomar as idéias de Filip Lundberg de desenvolvimento de um modelo contínuo nesta área[4] . Também foi reitor da Universidade entre os anos de 1950 e 1961.

Fora da acadêmia, trabalhou como atuário de uma companhia sueca de seguros de vida entre 1920 e 1929 e de 1927 e 1948 em uma resseguradora. Até 1961, foi consultor atuarial. Graças ao seu pioneirismo local e sua contribuição à ciência atuarial mundial, foi eleito Presidente Honorário da Sociedade Atuarial Sueca.

Referências

  1. Kingman 1986, p. 186.
  2. Hyde, Seneta 2001, p. 439.
  3. Kendall 1986, p. 211.
  4. Introducción a la teoría del riesgo, Luis Rincón

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.