Harlem Shake (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"Harlem Shake"
Single de Baauer
Lançamento 22 de maio de 2012
Formato(s) Digital Download
Gravação 2012; Brooklyn, Nova York
Gênero(s) Bass, hip hop, trap
Duração 3:16
Composição Jeffree's, Mad Decent
Produção Baauer
Cronologia de singles de Baauer
Último
Último
"Dum Dum"
(2012)
Próximo
Próximo

Harlem Shake é uma canção feita pelo DJ norte-americano Baauer e lançada em maio de 2012.[1] O single não começou vender de forma significativa até fevereiro de 2013, quando um vídeo publicado no Youtube utilizando a música, se transformou num vídeo viral. A resposta da mídia ao single ajudou a aumentar suas vendas, já que alcançou o número 1 por 5 semanas consecutivas na Billboard Hot 100. Ele também chegou ao número 3 no Reino Unido, e 1 na Austrália e Nova Zelândia. Durante a estadia da música no gráfico da Billboard, foi anunciada a política que inclui execuções de vídeos do Youtube, como um componente de seus gráficos.

Música e Letra[editar | editar código-fonte]

"Harlem Shake" tem características de ritmos acelerados do Hip Hop, e traços de música de Dança. A música começa com uma amostra de voz feminina gritando "con los terroristas", que significa, "com os terroristas" em Espanhol. Ela foi retirada de uma música de 2006 "Maldades" de Hector Delgado, que muitas vezes, esse utiliza essa linha como o refrão de muitas de suas canções. A música também começa com sintetizadores de construção, e sons sub-graves com uma voz que comanda os ouvintes a "fazerem o harlem shake". Essa linha, é de uma canção do grupo de hip hop Plastic Little "Miller Time", de 2001.

harlem Shake" foi lançada comercialmente em Junho de 2012. A Mad Decent na época, encomendou um vídeo para o single, mais não ficou satisfeita com o resultado e resolveu arquivar. Posteriormente, foi relançada como single em 8 de Janeiro de 2013. No entanto, ele não começou a vender de forma significativa até Fevereiro, quando a música foi usada em um vídeo que se transformou num meme da internet de mesmo nome. O vídeo de 30 segundos, é caracterizado por pessoas dançando a música e já foi parodiado mais de 3.000 vezes em vídeos enviados por outros usuários. Baauer e a Mad Decent, conseguiram obter lucros, a partir desses vídeos enviados utilizando a música, por conta do serviço do Youtube, de identificação de conteúdo, que permite aos artistas, gravadoras e produtoras a rentabilzar as canções. A revista Billboard, definiu o como "A Maior sensação viral da internet desde Gangnam Style, de PSY.[2]

A resposta da Mídia ao single, ajudou a vender 12 mil unidades no iTunes, na semana que terminou em 10 de fevereiro de acordo com a Nielsen SoundScan. Consequentemente, entrou na tabela Dance/Eletrônica digital songs no número 9, e na tabela Dance/Eletrônica songs no número 12.[3] O Gerente da Mad Decent, afirmou que "Harlem Shake" foi a "maior coisa" que já lançaram, e "aconteceu dentro de 6 dias".[4]

Na semana seguinte, "Harlem Shake" estreou no número 1 na Billboard Hot 100, e subiu para o número 1 na parada Dance, vendendo nessa semana, mais de 262.000 downloads. Foi a Vigésima primeira canção na história do gráfico a estrear no número 1, e foi auxiliada por 103 milhões de visualizações dos vídeos, que nesta semana foi anunciado como um novo componente da Billboard em suas tabelas.[5] De acordo com um editorial da Billboard, o sucesso de "Harlem Shake", os levou a aprovar a nova política de gráficos, depois de 2 anos debatendo o assunto com o Youtube.[6] No entanto, pela falta de apoio de uma grande gravadora, a única baixa registrada foi em Airplay.[7] "Harlem Shake" permaneceu no primeiro lugar da Billboard Hot 100, durante 5 semanas consecutivas.[8]

Paradas Musicais[editar | editar código-fonte]

Desempenho[editar | editar código-fonte]

País/Parada (2013) Melhor
posição
 Austrália - ARIA Charts[9] 1
 Bélgica - Ultratop (Valônia)[10] 2
 Canadá - Canadian Hot 100[11] 6
 Dinamarca - Tracklisten[12] 4
 Finlândia - Suomen virallinen lista[13] 19
 França - SNEP[14] 4
 Alemanha - Media Control AG[15] 10
 Irlanda - IRMA[16] 5
 Países Baixos - Dutch Top 40[17] 5
 Nova Zelândia - RIANZ[18] 1
 Noruega - VG-lista[19] 9
Escócia - Official Charts Company[20] 3
 Espanha - PROMUSICAE[21] 26
 Polónia - Polish Society of the Phonographic Industry[22] 21
 Suécia - Sverigetopplistan[23] 17
Suíça - Schweizer Hitparade[24] 5
 Reino Unido - Official Charts Company[25] 3
 Estados Unidos - Billboard Hot 100[26] 1

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

  1. Meet Baauer, the Man Behind the Harlem Shake (em inglês). .thedailybeast.com. Página visitada em 02/03/2013.
  2. "Baauer’s ‘Harlem Shake’: Warner Bros. Strikes Deal With Mad Decent for Distribution, Services". Página visitada em 9 de março de 2013.
  3. "Baauer’s ‘Harlem Shake’: Warner Bros. Strikes Deal With Mad Decent for Distribution, Services". Página visitada em 9 de março de 2013.
  4. "'Harlem Shake': The Making and Monetizing of Baauer's Viral Hit". Página visitada em 9 de março de 2013.
  5. "Baauer's 'Harlem Shake' Debuts Atop Revamped Hot 100". Página visitada em 9 de março de 2013.
  6. "Harlem Shake's YouTube bump sends it to No 1 in US". Página visitada em 9 de março de 2013.
  7. "Baauer's 'Harlem Shake' Debuts Atop Revamped Hot 100". Página visitada em 9 de março de 2013.
  8. "Baauer Tops Hot 100 For Fifth Week, Despite Continued Streaming Slide". Página visitada em 28 de março de 2013.
  9. "Australian-charts.com – Baauer – Harlem Shake" - Australian Record Industry Assocation (ARIA). acharts.com. Página visitada em 16 de fevereiro de 2013.
  10. "Ultratop.be – Baauer – Harlem Shake". ultratop.be. Página visitada em 01 de março de 2013.
  11. "Billboard Canadian Hot 100 : Mar 09, 2013". ultratop.be. Página visitada em 09 de março de 2013.
  12. "Danishcharts.com – Baauer – Harlem Shake". Tracklisten. Página visitada em 09 de março de 2013.
  13. "Finnishcharts.com – Baauer – Harlem Shake". Tracklisten. Página visitada em 09 de março de 2013.
  14. "Lescharts.com – Baauer – Harlem Shake". Tracklisten. Página visitada em 09 de março de 2013.
  15. "Die ganze Musik im Internet: Charts, News, Neuerscheinungen, Tickets, Genres, Genresuche, Genrelexikon, Künstler-Suche, Musik-Suche, Track-Suche, Ticket-Suche – musicline.de". Página visitada em 09 de março de 2013.
  16. "Chart Track". Página visitada em 09 de março de 2013.
  17. "Nederlandse Top 40 – week 9, 2013". Página visitada em 09 de março de 2013.
  18. "Charts.org.nz – Baauer – Harlem Shake". Página visitada em 09 de março de 2013.
  19. "Norwegiancharts.com – Baauer – Harlem Shake". Página visitada em 09 de março de 2013.
  20. "Archive Chart". Página visitada em 09 de março de 2013.
  21. "Spanishcharts.com – Baauer – Harlem Shake". Página visitada em 09 de março de 2013.
  22. "Listy bestsellerów, wyróżnienia :: Związek Producentów Audio-Video"". Página visitada em 09 de março de 2013.
  23. "Swedishcharts.com – Baauer – Harlem Shake". Página visitada em 09 de março de 2013.
  24. "Baauer – Harlem Shake – swisscharts.com". Página visitada em 09 de março de 2013.
  25. "Archive Chart". Página visitada em 09 de março de 2013.
  26. "Baauer's 'Harlem Shake' Debuts Atop Revamped Hot 100". Página visitada em 09 de março de 2013.
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.