Harold Shipman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde agosto de 2011)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.

Harold Frederick "Fred" Shipman (Nottingham, 14 de janeiro de 1946Wakefield, 13 de janeiro de 2004) foi um médico e assassino em série britânico, suspeito da morte de 250 pacientes entre a década de 1970 e o final da década de 1990.

Conhecido como "Doutor Morte", este inglês é um dos assassinos em série mais prolíficos do mundo. Até os dias de hoje os seus motivos para justificar os assassinatos que cometeu são desconhecidos.

Este pai de família assassinava seus pacientes, especialmente os que estavam em estado terminal e aqueles que pareciam inoportunos. Seu caráter benevolente servia como cortina perfeita para os seus crimes. Ele mesmo se encarregava de emitir os atestados de óbito.

No dia 31 de janeiro de 2000 Harold é condenado a prisão perpétua.

No dia 13 de janeiro de 2004, o "Doutor Morte" suicidou-se em sua cela. Nunca desmonstrou arrependimento por seus atos.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]