Harum Scarum (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Harum Scarum
Feriado no Harém (BR)
 Estados Unidos
1965 • cor • 95 min 
Direção Gene Nelson
Produção Sam Katzman
Roteiro Gerald Drayson Adams
Elenco Elvis Presley
Mary Ann Mobley
Gênero Comédia romântica
Idioma Inglês
Música Fred Karger
Figurino Beau Vanden Ecker
Gene Ostler
Margo Weintz
Cinematografia Fred Jackman, Jr.
Edição Ben Lewis
Estúdio Four-Leaf Productions
Distribuição Metro-Goldwyn-Mayer
Página no IMDb (em inglês)

Harum Scarum (no Brasil, Feriado no Harém), é um filme de comédia romântica de 1965, dirigido por Gene Nelson e protagonizado por Elvis Presley.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Johnny Tyronne (Elvis Presley) é um cantor famoso que viaja para Lunarkand, país fictício do Oriente Médio, para fazer shows. Ao chegar lá, Johnny é sequestrado por bandidos que o obrigam a matar o Rei Toranshah (Philip Reed). Ao conseguir escapar, Johnny se depara com trombadinhas e várias mulheres, até encontrar uma empregada (Mary Ann Mobley), por quem se apaixona. A empregada na verdade é Shalimar, a filha do Rei, que sempre procura esconder sua identidade. Ao ganhar o coração da Princesa, Johnny desiste de matar o Rei e volta para os Estados Unidos, com um show em Las Vegas e dançarinas do Harém.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Elvis Presley: Johnny Tyronne
  • Mary Ann Mobley: Princesa Shalimar
  • Fran Jeffries: Aishah
  • Michael Ansara: Príncipe Dragna
  • Jay Novello: Zacha
  • Philip Reed: Rei Toranshah
  • Theo Marcuse: Sinan
  • Billy Barty: Baba
  • Dirk Harvey: Mokar
  • Jack Costanzo: Julna
  • Larry Chance: Capitão Herat
  • Barbara Werle: Leilah
  • Brenda Benét: Emerald
  • Gail Gilmore: Sapphire
  • Wilda Taylor: Amethyst
  • Vicki Malkin: Sari
  • Ryck Rydon: Mustapha
  • Joey Russo: Yussef

Informações[editar | editar código-fonte]

O filme foi rodado no mesmo set de The King of Kings de Cecil B. DeMille, em apenas dezoito dias. Nele também há algumas referências com o filme The Sheik (1925) de Rudolph Valentino. Harum Scarum arrecadou 2 milhões de dólares nas bilheterias americanas.[1]

Presley e seu agente, Tom Parker, ficaram extremamente desapontados com o roteiro do filme. O cantor esperava que fosse um filme mais sério e Parker deu a idéia de incluir um camelo falante, para que o público pensasse que fosse uma comédia. A idéia foi descartada de última hora.[2]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Filmografia de Elvis Presley

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. (português) Feriado no Harém (Harum Scarum). HowStuffWorks. Página visitada em 6 de Dezembro de 2012
  2. (inglês) Harum Scarum (1965) - Trivia. Internet Movie Database. Página visitada em 6 de Dezembro de 2012

Ligações externas[editar | editar código-fonte]