Hegemonia regional

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A hegemonia regional é um conceito nas Relações Internacionais que se refere a influência exercida sobre os países vizinhos por uma nação independentemente poderosa, que pode ser referida como uma hegemonia regional. A relação entre as hegemonias regionais e outros Estados dentro de suas esferas de influência é análoga em relação à uma hegemonia global e os demais Estados no sistema internacional.

O estudioso proeminente de relações internacionais, John Mearsheimer escreve extensivamente sobre a busca de hegemonias regionais em seu livro, The Tragedy of Great Power Politics (A Tragédia das Políticas das Grandes Potências). Segundo a sua teoria, conhecida como realismo ofensivo, a natureza anárquica do sistema internacional, o desejo de sobrevivência e a incapacidade para ter certeza das intenções de outros Estados em última análise, podem levá-los em busca de uma hegemonia regional. De acordo com Mearsheimer, a hegemonia global é uma meta inatingível, em vez disso, um Estado que tem atingido o nível de hegemonia regional, pode desenvolver esforços para impedir o desenvolvimento de competidores em outras regiões.

Exemplos contemporâneos[editar | editar código-fonte]

Os exemplos atuais listados abaixo são muitas vezes politicamente sensíveis ou discutíveis. Muitas vezes, análises de hegemonias regionais são baseadas em um contexto específico ou perspectiva que torna a sua identificação subjetiva.

Referências

  1. a b David J. Myers. 1991. Regional Hegemons: Threat Perception and Strategic Response. ISBN 978-0813381558
  2. www.fntg.org
  3. www.blackwell-synergy.com
  4. lap.sagepub.com
  5. www.brazzilmag.com
  6. Ministry of Foreign Affairs of Japan
  7. Oxford Analytica
  8. Ethiopia regional powerhouse
  9. Regional Hegemony and Its Discontents: India and South Africa Compared By Stephen F. Burgess
  10. The United States and the great powers: world politics in the twenty-first century
  11. Prys, Miriam. (agosto 2009). "Regional Hegemon or Regional Bystander: South Africa's Zimbabwe Policy 2000-2005". Politikon 36 (2): 193–218.
  12. M. A. Muqtedar Khan. Jihad for Jerusalem: Identity and Strategy in International Relations. p131-135. Preager/Greenwood Press.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]