Heimito von Doderer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Placa comemorativa do nascimento de Heimito von Doderer, no local onde estava a sua casa

Heimito von Doderer (Weidlingau, 5 de Setembro de 1896 —- Viena, 23 de Dezembro de 1966) foi um escritor austríaco.

Foi prisioneiro de guerra na Sibéria (1916-1920), doutorou-se em Filosofia em Viena (1925). Na sua narrativa apresenta personagens e caracteres demoníacos e fatalistas, utilizando traços característicos do grotesco e do humor negro. Mostra também influências proustianas nos romances, plenos de barroquismo, em que retrata a Áustria antes da I Guerra Mundial.

Bibliografia activa[editar | editar código-fonte]

  • Ein Mord, den jeder begeht (romance) (1938)
  • Ein Umweg (novel) (1940)
  • Die Strudlhofstiege (romance) (1951)
  • Die Dämonen (novel) (1956) - a obra mais famosa.
  • Die Peinigung der Lederbeutelchen (stories) (1959)
  • Die Wasserfälle von Slunj (novel) (1963) - o seu último romance completo.
  • Schüsse ins Finstere.Zu Heimito von Doderers Kurzprosa (2001, Königshausen & Neumann - Hrsg. von Gerald Sommer und Kai Luehrs-Kaiser), obra póstuma
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.