Helen Kaplan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Helen Singer Kaplan (* Viena, 6 de fevereiro de 1929 – † Nova York, 17 de agosto de 1995), foi uma médica austro-estadunidense, especializada em sexologia da qual foi uma pioneira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascida na Áustria, como Helen Singer, mudou-se para os Estados Unidos da América em 1940, obtendo a cidadania em 1947. Graduando-se magna cum laude em belas-artes, pela Syracuse University, em 1951, no ano seguinte obteve o mestrado em psicologia pela Columbia University, onde tornou-se PhD em 1955.[1]

Sua formação continuou com a graduação em medicina, pelo New York Medical College, em 1959, e o curso de psicanálise em 1970. Fez sua residência em clínica psicológica em hospítais para veteranos, e como interna no Bronx Hospital, completando sua formação psiquiátrica no Bellevue Hospital e no New York Medical College-Metropolitan Hospital Center.[1]

Na fase inicial da carreira realizou um programa de estudo comportamental, com alunos residentes e calouros, e também desenvolveu um curso de psico-farmacologia. Entre 1960 e quando estabeleceu seu programa na Payne Whitney Clinic foi professora de psiquiatria do New York Medical College e psiquiatra-assistente em dois hospitais, onde ocupou cargos diretivos na sua área, estabelecendo ainda programas novos, como o que treinava os profissionais de psiquiatria e também da obstetrícia e ginecologia em sexualidade humana.[1]

Seu programa de estudos da sexualidade foram desenvolvidos na Payne Whitney Clinic, e serviu de base para cursos de pós-graduação médica e profissionais da saúde mental, tratando em especial de pacientes com desordens psico-sexuais.[1]

A Drª Kaplan foi uma pioneira no campo da terapia sexual e fundadora da primeira clínica americana para desordens sexuais em uma escola médica. Faleceu aos 66 anos, por câncer, em Manhattan.[1]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Seu nome está creditado em 110 publicações, tendo ainda realizado 127 cursos e apresentações, em sua especialidade.[1]

Suas mais célebres obras ainda disponíveis:

  • "New Sex Therapy: Active Treatment of Sexual Dysfunctions" (Random House, 1974),
  • "Disorders of Sexual Desires and Other New Concepts and Techniques in Sex Therapy" (Brunner-Mazel, 1979),
  • "The Evaluation of Sexual Disorders: Psychological and Medical Aspects" (Brunner, 1983),
  • "The Illustrated Manual of Sex Therapy" (Brunner; 2d ed., 1987),
  • "How to Overcome Premature Ejaculation" (Brunner, 1989),
  • "Sexual Aversion, Sexual Phobias and Panic Disorder" (Brunner, 1987), com Donald F. Klein.

Referências

  1. a b c d e f Obituário, The New York Times, ed. 19 de agosto de 1995 (em inglês) (acesso em dezembro de 2008)