Helena Kolody

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Helena Kolody
Nascimento 12 de outubro de 1912
Cruz Machado
Morte 15 de fevereiro de 2004 (91 anos)
Curitiba, Paraná, Brasil
Nacionalidade  brasileiro(a)
Ocupação poetisa, professora

Helena Kolody (Cruz Machado, 12 de outubro de 1912Curitiba, 15 de fevereiro de 2004[1] [2] ) foi uma poetisa brasileira.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Seus pais foram imigrantes ucranianos que se conheceram no Brasil. Helena passou parte da infância na cidade de Rio Negro, onde fez o curso primário. Estudou piano, pintura e, aos doze anos, fez seus primeiros versos.

Seu primeiro poema publicado foi A Lágrima, aos 16 anos de idade, e a divulgação de seus trabalhos, na época, era através da revista Marinha, de Paranaguá.

Aos 20 anos, Helena iniciou a carreira de professora do Ensino Médio e inspetora de escola pública. Lecionou no Instituto de Educação de Curitiba por 23 anos. Helena Kolody, segundo o que consta em seu livro Viagem no Espelho, foi professora da Escola de Professores da cidade de Jacarezinho, onde lecionou por vários anos.

Seu primeiro livro, publicado em 1941, foi Paisagem Interior, dedicado a seu pai, Miguel Kolody, que faleceu dois meses antes da publicação.

Helena se tornou uma das poetisas mais importantes do Paraná, e praticava principalmente o haicai, que é uma forma poética de origem japonesa, cuja característica é a concisão, ou seja, a arte de dizer o máximo com o mínimo. Foi a primeira mulher a publicar haicais no Brasil, em 1941.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Paisagem Interior (1949)
  • Música Submersa (1945)
  • A Sombra no Rio (1951)
  • Poesias Completas (1962)
  • Vida Breve (1965)
  • Era Espacial e Trilha Sonora (1966)
  • Antologia Poética (1967)
  • Tempo (1970)
  • Correnteza (1977, seleção de poemas publicados até esta data)
  • Infinito Presente (1980)
  • Poesias Escolhidas (1983, traduções de seus poemas para o ucraniano)
  • Sempre Palavra (1985)
  • Poesia Mínima (1986)
  • Viagem no Espelho (1988, reunião de vários livros já publicados)
  • Ontem, Agora (1991)
  • Reika (1993)
  • Sempre Poesia (1994, antologia poética)
  • Caixinha de Música (1996)
  • Luz Infinita (1997, edição bilíngüe).
  • Sinfonia da Vida (1997, antologia poética com depoimentos da poetisa)
  • Helena Kolody por Helena Kolody (1997, CD gravado para a coleção Poesia Falada)
  • Poemas do Amor Impossível (2002, antologia poética)
  • Memórias de Nhá Mariquinha (2007, obra em prosa)

Prêmios e homenagens[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Menu do autor: Helena Kolody Projeto Releituras. Visitado em 11/9/2011.
  2. Biografia Representação Central Ucraniano-Brasileira. Visitado em 11/9/2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um escritor do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.