Henri Philippe Reichstul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Henri Philippe Reichstul (Paris, 12 de abril de 1949) é um professor e economista.

Graduou-se em economia e administração de empresas em 1971 pela Universidade de São Paulo.

Cursou pós-graduação em Hertford College na Oxford University.

Entre suas principais atividades profissionais, foi economista da Organização Internacional do Café, em Londres, responsável pelo Brasil e América Central, de 1976 a 1979. Foi economista senior da Gazeta Mercantil em São Paulo, de 1979 a 1983. Durante esse período também foi pesquisador da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo.

Trabalhou com João Sayad no Ministério do Planejamento em 1985.

Foi presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), de 1986 a 1987.

Ao lado de Sayad e Francisco Vidal Luna fundou o Banco SRL, depois comprado pelo grupo American Express.

Desastre ambiental e volta por cima[editar | editar código-fonte]

Foi presidente da Petrobras de março de 1999 até dezembro de 2001. Em sua gestão[1] , a maior plataforma produtora de petróleo do mundo, a P-36, afundou,dando um prejuízo direto de US$ 350 milhões[2] à companhia e causando 11 mortes[3] .   Foi responsável, também, pelo derramamento de cerca de 4 milhões de litros de óleo no Rio Iguaçu, destruindo a flora e fauna e comprometendo o abastecimento de água em várias cidades da região.

Reestruturacao da Petrobras[editar | editar código-fonte]

Teve papel importante na reestruturação da Petrobras no ano de 2000, criando quatro áreas de negócio (Exploração e Produção, Abastecimento, Gás e Energia e Internacional) e duas de apoio (Serviços e Financeira). A partir daí a empresa se preparava para tornar-se um grande player no mercado global de energia, após a quebra do monopólio da exploração do petróleo no Brasil em 1997.[4]


Precedido por
Andrea Sandro Calabi
Presidente do Ipea
19861987
Sucedido por
Michal Gartenkraut
Precedido por
José Coutinho Barbosa
Presidente da Petrobras
19992001
Sucedido por
Francisco Roberto André Gros

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.