Henrique Holland, 3.º Duque de Exeter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Henrique Holland)
Ir para: navegação, pesquisa
Brasão dos duques de Exeter.

Henrique Holland (27 de junho de 1430 - setembro de 1475), 3.º duque de Exeter, conde de Huntingdon, foi um importante chefe da casa de Lencastre durante a guerra das Rosas.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era o filho de João Holland (1395-1447), 2.º duque de Exeter, e de Ana Stafford. Em 1447 sucedeu ao pai. Como bisneto de João de Gante, poderia ter pretensões sobre o trono após a morte de Henrique VI. Mas ele era cruel, de temperamento selvagem e imprevisível, e dispunha de muito pouco apoio.

Foi durante algum tempo o guardião da Torre de Londres. Casou-se em 1447 com Ana de York, irmã do futuro Eduardo IV e filha de Ricardo de York e de Cecília Neville. Mas permaneceu inimigo da Casa de York e liderava no campo militar durante as vitórias dos Lencastre em Wakefield e St. Albans.

Foi também comandante na derrota de Towton. Aí, fugiu para a Escócia e depois juntou-se à rainha Margarida, exilada em França. Em 1461 foi-lhe retirado os títulos, que foram dados à sua esposa que se separou em 1464. Durante o breve restauro de Henrique VI no trono, ele pôde recuperar os título, bens e cargos.

Na batalha de Barnet ele liderava o flanco esquerdo do exército dos Lencastre. Foi gravemente ferido, mas sobreviveu. Foi preso e a sua esposa divorciou-se dele. Foi "voluntário" na expedição de Eduardo IV à França em 1475. No regresso, caiu do barco que o levava de volta para a Inglaterra e afogou-se. Alguns afirmam que poderá ter sido atirado ao mar por ordem do rei.

Teve uma filha, Ana Holland (c. 1455-1475), que casou com Tomás Grey, marquês de Dorset.

Fontes[editar | editar código-fonte]

  • T.B. Pugh. Richard, duke of York, and the rebellion of Henry Holand, duke of Exeter, in May 1454. [S.l.]: Historical Research, 1990. 248–62 pp. vol. 63.


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.