Henrique I de Brabante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jindra1.jpg

Henrique I de Brabante, dito o Corajoso (1165 - Cologne, 5 de setembro de 1235), foi conde de Bruxelas de 1179 a 1235, conde de Lovaina, marquês de Antuérpia e duque da Baixa-Lotaríngia de 1190 a 1235. Foi filho de Godofredo III. Casado com Marguerita de Limburgo, (1135 - 1172), filha de Henrique II de Limbourg e de Matilde de Saffenberg (? - 1145). Henrique I de Brabante foi, sobretudo, o criador do ducado de Brabante e duque de Brabante de 1183 a 1235.

Seu pai o familiariza muito cedo aos assuntos do ducado e é chamado de duque desde 1172 por aqueles próximos de seu pai. Em 1179, casa-se com Matilde de Bolonha (1150 - 1210), filha de Mateus da Alsácia (1130 - 1173) e de Maria de Blois (1136 - 1182. Era portanto sobrinha de Felipe da Alsácia, conte de Flandres, e recebe de seu pai o condado de Bruxelas.

Combate repetidas vezes o conde de Hainaut e governa os domínios de seu pai, que esteve em viagem à Terra Santa de 1182 a 1184. O Imperador eleva suas terras ao ducado de Brabante em 1183. Henrique I de Brabante funda o Bois-le-Duc em 1185. Em 1190, com a morte de seu pai, herda o condado de Lovaina e o ducado da Baixa-Lotaríngia.

Rapidamente, encontra-se na oposição do Imperador Henrique VI quanto à questão da eleição do Bispo de Liege, que termina com o assassinato em 1192 do Bispo Aldebarão, ninguém menos que o irmão de Henrique I de Brabante. Além disso, Henrique VI manteve prisioneiro Ricardo Coração de Leão, que o duque de Autriche a ele havia enviado; sabendo que os príncipes loratíngios eram pró-ingleses, Henrique VI do Sacro-Império ameaçou entregar Ricardo Coração de Leão ao rei da França, a não ser que os príncipes loratíngios (o conde de Hainaut e o duque de Brabante) pagassem um resgate, que tinha valor excessivo. O Conde de Hainaut e o duque de Brabante cederam à chantagem, pagaram o resgate e Ricardo Coração de Leão foi solto. Após isso, o conde de Hainaut e Henrique I de Brabante se opuseram por quatro anos contra à escolha do sucessor do Bispo Aldebarão em Liege.

Parte para combater na Terra Santa e conta sucessos contra Saladino, mas só retorna à Europa após a morte de Henrique VI. Sua esposa apoiara a eleição de Othon IV de Brunswick, e Henrique I de Brabante fora um de seus apoiadores, como a maioria dos senhores da Baixa-Alemanha, enquanto que a Alta-Alemanha apoiara Felipe de Souabe, O irmão de Henrique VI.

Em 1204, Henrique I de Brabante muda suas alianças e se reaproxima dos rei da França e de Felipe de Souabe. Após o assassinato de Felipe, luta contra o Bispo de Liege, pois se reaproxima novamente de Othon IV de Brunswick, e combate a seu lado em Bouvines, onde se livra de ser capturado. Pouco depois, alia-se novamente a Frederico II, o filho de Henrique VI. O governo de Henrique I de Brabante torna-se, a partir de então, mais pacífico.

Ao voltar de uma missão na Inglaterra, onde estava encarregado de escoltar Isabelle da Inglaterra, noiva de Frederico II, cai doente e morre em Cologne.

Casamentos e filhos[editar | editar código-fonte]

Casou-se em primeiras-núpcias em 1179 com Matilde de Bolonha (11701210), filha mais nova de Mateus da Alsácia (1130 - 1173) e de Maria de Blois (1136 - 1182), conde e condessa de Bolonha, de quem teve:

Viúvo, casa-se novamente em 1213 com Maria da França (11981224), filha de Felipe II Augusto, rei da França, e de Agnès de Méranie. Tiveram:

  • Elisabeth († 1272), casada em 1233 com Thiery de Clèves (12141244), senhor de Dinslaken, e, em 1246, com Geraldo II de Wassenberg († 1255)
  • Maria, morta jovem
Precedido por
Godofredo III
duque de Brabante
Armoiries Brabant.svg

Sucedido por
Henrique II