Henrique Jorge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Henrique Jorge
—  Bairro do Brasil  —
Mapa de Fortaleza com destaque para o bairro Henrique Jorge.
Mapa de Fortaleza com destaque para o bairro Henrique Jorge.
Distrito Antônio Bezerra
Município Fortaleza
Limites Norte: Dom Lustosa e Pici
Sul: João XXIII
Leste: Jóquei Clube
Oeste: Autran Nunes e Genibaú
Subprefeitura Secretaria Executiva Regional (SER) III
Fonte: Não disponível

Henrique Jorge é um bairro da Zona Oeste de Fortaleza, capital do Ceará, que faz parte da Secretaria Executiva Regional - SER III.[1]

Etmologia[editar | editar código-fonte]

O nome do bairro vem de um músico que fez parte da história local, também chamado Henrique Jorge, que era amigo de Antônio Sales e Rachel de Queiroz.

História[editar | editar código-fonte]

Paróquia do Imaculado Coração de Maria, igreja tradicional do bairro

A história deste bairro retorna ao século XIX, quando suas terras faziam parte da Parangaba e na área transitavam os rebanhos de gado pela estrada Barro Vermenho-Parangaba. Essa estrada ligava o Barro Vermenho (Antônio Bezerra) - Parangaba.[2] Nos dias de hoje, ainda é possível de se ver o restante desta estrada, que agora é denominada Estrada do Pici, e que é um dos limites do bairro, bem como a casa centenária localizada ao lado Centro Social Urbano César Cals e o Riacho Cachoeirinha.

Nos anos 1920, o advogado Daniel de Queiroz Lima, pai da escritora Raquel de Queiroz, adquiriu o Sitio do Pici, que localiza-se no território desse bairro, como sítio de veraneio para sua família.[3] O casarão centenário do Sítio do Pici, ou Sítio do Papai, ainda existe e está localizado na Rua Antonio Ivo.[4] A área do sítio foi loteada nos anos 1970, expandindo assim os limites do bairro.

Nos anos 1950, foi construído um conjunto habitacional para os sargentos do 23° Batalhão de Comando, denominado Casa Popular, com os seguintes limites: ao norte rua Prof. Edigar de Arruda; ao leste rua Prof. Heribaldo Costa; ao sul rua Porto Alegre e ao oeste ao rua Maceió.

Nos anos 1970, com a expansão imobiliária, expandiu os limites deste para as ruas Teresina, Franco Rocha, Heribaldo Costa, 30 de Outubro, Brigadeiro Torres, Porto Velho, Matos Dourado, Chuí, Rio Maranguapinho, São Luís, Belém e Av. Perimetral.[5]

Etmologia[editar | editar código-fonte]

O nome do bairro vem de um músico que fez parte da história local (apesar de muitas pessoas no bairro não conhecerem sua história), também chamado Henrique Jorge, que era amigo de Antônio Sales e Rachel de Queiroz.

Acesso[editar | editar código-fonte]

O Henrique Jorge possui uma boa conexão de transporte coletivo, o que possibilita acessar o Centro de Fortaleza via terminais Antônio Bezerra ou Parangaba; bem como outros bairros limítrofes, como o Conjunto Ceará, a Granja Portugal e o Dom Lustosa, além de ter uma linha própria de ônibus.

Estabelecimentos comerciais[editar | editar código-fonte]

O bairro abriga diversas redes de supermercados, farmácias, academias, pólo de confecções, destacando-se as indústrias de tecidos e roupas, entre outros tipos de unidade comercial.

Instituições[editar | editar código-fonte]

O bairro conta comcerca de dez colégios e creches particulares e seis colégios públicos. Também sedia o Centro Comunitário César Cals, da Regional III, que dispõe de postos de saúde e atividades esportivas como natação, futebol e basquete, e culturais, como break dance.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.