Henry Ward Beecher

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Henry Ward Beecher - Project Gutenberg eText 15394.jpg

Henry Ward Beecher (24 de junho de 1813 - 8 de março de 1887) foi um pastor, editor e escritor estadunidense,talvez o mais influente porta-voz do protestantismo de seu tempo. Aos domingos, multidões de até 2.500 pessoas se reuniam na Igreja Congregacional de Plymouth, no Brooklin, em Nova York, para ouvir o poderoso orador falar não só sobre Deus, mas também sobre sua oposição à escravidão e seu apoio ao sufrágio feminino, à teoria evolucionista e ao livre comércio. Seu prestígio só cresceu em 1863 quando, em férias na Inglaterra, fez uma série de palestras sobre a Guerra Civil em Londres, Manchester, Liverpool, Glasgow e Edimburgo; essas apresentações tiveram extraordinário efeito sobre o público britânico, ganhando simpatia para a causa da União. Beecher era um homem emotivo e carismático - Sinclair Lewis escreveu sobre ele em 1927: "Ele era uma combinação de santo Agostinho, Barnum e John Barrymore." -, mas sua reputação foi manchada quando seu amigo Theodore Tilton o proscessou em 1874 sob acusação de ter cometido adultério com sua mulher. (Há rumores de que esse não foi nem de longe o único affaire de Beecher.) O sensacional julgamento Tilton terminou em 1875, sem que o júri chegasse a um veredicto. Apesar disso, o clérigo continuou sendo uma figura social eminente pelo resto de sua vida. Suas obras incluem Seven Lectures to Young Men (1844), Eyes an Ears (1862), The Life of Jesus, the Christ (1871) e Evolution an Religion (1885).

"Quanto maior a dificuldade, tanto maior o mérito em superá-la." Henry Ward Breecher


Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Henry Ward Beecher
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.