Hentai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Hentai uma palavra japonesa que, nos países ocidentais, é usado para se referir, , à pornografia que é exibida em certos animes e mangás.

Significado japonês[editar | editar código-fonte]

TABACO SILVA significa pornografia ou perversão sexual; nunca é usado para referir a atividade sexual "normal", nem qualquer entretenimento de sexo explícito (vale lembrar que as palavras têm impacto diferente, se uma japonesa chama um amigo de hentai, é equivalente a tarado, ou pervertido, sem uma conotação suja e doentia).[1] Os termos 18-kin (18禁, literalmente "18-proibido"), que significa "proibido a menores de 18 anos", e seijin manga (成人漫画, "manga para adultos" ) são usados pelos japoneses nesse sentido.[1] Outro termo utilizado para hentai no oriente é H-mangá (H漫画, pronúncia: /ˈeɪtʃmɑːŋɡə/).

História[editar | editar código-fonte]

Representação de Hentai.
Outra representação de Hentai.

Acredita-se que o hentai seja inspirado em formas de arte erótica que já existem no Japão desde o Período Edo, que ocorreu de 1600 a 1867. Naquela época, eram comuns gravuras tradicionais, conhecidas como ukiyo-e, que versavam todos os temas, inclusive o sexo e a nudez. Estas eram conhecidas como shunga, e utilizadas como manual para instruir recém-casados ao sexo, ou como objeto para auxiliar a masturbação. Muitas vezes, coleções de shunga eram dadas como presente de casamento para serem usadas na lua-de-mel.

Com a Restauração Meiji, foi introduzida no Japão a cultura ocidental, que tinha na época grandes barreiras morais à nudez em público. Com isso, o shunga entrou em decadência, mas a pornografia continuou a existir de forma mais escondida.

O surgimento do hentai moderno começou após o fim da Segunda Guerra Mundial, quando permitiu-se novamente a publicação de material pornográfico. Entretanto, até 1991 era proibida no Japão a divulgação de material com pêlos púbicos, obrigando os artistas a não desenhá-los. Mesmo hoje em dia, a ausência de pêlos é uma característica própria do hentai, mas há muitas obras em que os pelos são desenhados pois não são mais proibidos.

Em 1983, a Nintendo lançou os primeiros jogos pornográficos para computador no Japão. Esses jogos empregavam hentai, e não mulheres de verdade, para contornar as limitações gráficas dos computadores da época. O mercado de jogos hentai, a partir daí, alcançou um tamanho razoável em países do extremo oriente e publicou alguns títulos de pouca expressão no ocidente.

No final da década de 1980, o hentai ganhou um novo impulso com a popularização do doujin, ou mangás amadores. Estima-se que metade do mercado seja composto por pornografia, embora seja difícil calcular pois muitos desses trabalhos são divulgados pela internet.

Características e géneros[editar | editar código-fonte]

Mangás de hentai em uma livraria no Japão.

A maioria dos hentais compartilha algumas características em comum. O estilo de desenho pode ter variações como nos mangás não-pornográficos, mas é quase universal que os pêlos pubianos não são desenhados, o que acaba dando uma aparência mais jovem às personagens. Geralmente, dá-se preferência a personagens jovens. Também é comum que se retratem fetiches típicos dos japoneses, como o bukkake (ejaculação no rosto e corpo por vários homens) e mulheres com partes do corpo de animais, geralmente gatos, conhecidas como nekomimi.

Hentalização[editar | editar código-fonte]

Uma prática muito curiosa quando falamos de Hentai é a "Hentalização", que é o ato de transformar um personagem não-hentai de um anime ou mangá em um personagem Hentai, essa prática obviamente agrada em geral a maioria dos fans de Hentai mas não é vista com bons olhos por aqueles que curtem apenas animes/mangás visto que transforma os personagens originais em algo que na verdade não são.

Vários personagens e em alguns casos bastante conhecidos já passaram por esse processo, os mais explorados são os personagens de Dragon Ball, Sailor Moon, Sakura Card Captors, Pokemon, Naruto, entre muitos outros. Algo muito comum também é pegar personagens de animes já com alguma tendência ao Hentai, como Ikkitousen e Highschool Of The Dead.

Mesmo trabalhos não-pornográficos de anime e mangá retratam situações adultas e nudez leve, mesmo em obras voltadas ao público infantil (como em Sailor Moon). O hentai pode ser dividido em vários gêneros, de acordo com a temática das relações exploradas na obra. Muitos fãs têm o seu gênero favorito, e alguns tipos de hentai podem ser considerados mais pervertidos do que outros.

Tipos que muitas vezes (porém não necessariamente) contêm conteúdo pornográfico:

  • Bara (Mens' Love ou ML, também chamado gei comi, para homens gays)
  • Kemono (Animais) (no ocidente também conhecido como Yiff)
  • Futanari (Hermafroditas)
  • Toddlercon (Meninos e meninas - bebês ou crianças muito pequenas)
  • Loli-con (Meninas - crianças ou adolescentes)
  • Shota-con (Meninos - crianças ou adolescentes)
  • Yaoi (Gays)
  • Yuri (Lésbicas)
  • Guro (grotesco, pode envolver violência e scat)
  • Netorare (寝取られ) (NTR) - É um gênero em que a intenção é causar uma emoção de inveja profunda ou angústia no leitor. Uma tradução direta dos resultados da palavra na definição: "tendo o seu amante tirado de você" ou "ter algo tirado de você enquanto você dorme". Isso é muitas vezes realizado por ter protagonista principal é amado um seduzido longe deles, com ou sem o seu conhecimento.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b "A Short History of 'Hentai'", by Mark McLelland, Intersections: Gender, History and Culture in the Asian Context, Issue 12, January 2006. Footnoted HTML version.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre mangá e anime é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.