Heptarquia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Reinos da Heptarquia em ca. 600.

A Heptarquia (do grego επτά hepta, "sete", e αρχία arkhía, "poder, autoridade") é o nome conferido ao período da História da Inglaterra que vai da conquista, pelos anglo-saxões, da porção meridional da ilha da Grã-Bretanha, que estes chamavam de Angleland (daí England, o termo inglês para Inglaterra), até o momento em que os Vikings começaram as incursões na ilha.

Em geral, considera-se que este período histórico se estende de 500 a 850 d.C..

O termo "heptarquia" refere-se à existência de sete reinos que vieram a fundir-se para formar o Reino da Inglaterra durante o início do século X. Foi cunhado no século XII, pelo historiador inglês Henrique de Huntingdon, e é costumeiramente empregado desde o século XVI. O termo é considerado impreciso hoje em dia, pois havia na verdade mais de sete reinos naquele período histórico, e alguns Estados da época, menos conhecidos e com categoria inferior a reino, tiveram papel tão ou mais importante que o de alguns integrantes da heptarquia.

Estados da Heptarquia[editar | editar código-fonte]