Herança de caracteres adquiridos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde novembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Jean-Baptiste Lamarck

A herança de caracteres adquiridos é uma hipótese acerca de um mecanismo de hereditariedade através do qual mudanças na fisiologia adquiridas durante a vida de um organismo (como o aumento de um músculo através do uso repetido) podem ser transmitidas à descendência.

É também comummente referida como teoria da adaptação.

A ideia foi proposta em tempos antigos por Hipócrates e Aristóteles, sendo comummente aceite próximo do tempo de Lamarck.

Georges-Louis Leclerc, conde de Buffon, antes de Lamarck, propôs ideias acerca da evolução utilizando o conceito, e mesmo Charles Darwin, após Lamarck, desenvolveu a sua própria teoria de herança de caracteres adquiridos, a pangénese. O conceito básico de herança de caracteres adquiridos foi finalmente refutado de maneira alargada nos primeiros tempos de século XX.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre evolução é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.