Herbert von Böckmann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Herbert von Böckmann
Nascimento 24 de julho de 1886
Bremen, Alemanha
Morte 10 de março de 1974
Baden-Baden/Baden-Württemberg, Alemanha
Nacionalidade alemão
Serviço militar
Serviço Heer
Tempo de serviço 1905-1943
Patente Generalleutnant
Unidades Kommandeur 11ª Divisão de Infantaria
Comando 11ª Divisão de Infantaria

L Corpo de Exército

Batalhas/Guerras Primeira Guerra Mundial
Frente Ocidental
Frente Oriental
Anexação de Memel

Segunda Guerra Mundial

Blitzkrieg
Invasão da Polônia
Batalha da França
Frente Oriental
Operação Barbarossa
Cerco de Leningrado
Condecorações Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro 4 de dezembro de 1941

Herbert Erich Adolf Wilhelm von Böckmann[1] (24 de julho de 1886 - 10 de março de 1974) foi um oficial alemão que serviu durante a Segunda Guerra Mundial. Foi condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro.[2] [1] [3]

Carreira militar[editar | editar código-fonte]

Herbert von Böckmann iniciou a sua carreira militar ao ingressar na escola de cadetes de Bremen no Exército de Württemberg[3] dia 14 de março de 1905, como sendo char. Fähnrich no 1. Badischen Leib-Grenadier-Regiment Nr. 109, sendo promovido para Leutnant no dia 18 de agosto de 1906.[3] Anos mais tarde, no dia 1 de outubro de 1913, foi admitido na Academia de Guerra (em alemão: Kriegsakademie).[1]

Primeira Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Com o início da Primeira Guerra Mundial, ingressou no dia 2 de agosto de 1914 num comando na Escola de Aviação de Döberitz (em alemão: Fliegerschule Döberitz), tornando-se no dia 11 de outubro de 1914 Flugzeugführer do Feldflieger-Abteilung 8, tendo com esta unidade partido para a Frente Ocidental.[1]

Se tornou Kompanieführer no Grenadier-Regiment 109 no dia 21 de outubro de 1915 e em seguida foi transferido para o Stab do AOK der Njemen-Armee na Frente Oriental no dia 13 de outubro de 1915. Dias mais tarde, em 15 de outubro de 1915, se tornou Ordonnanz-Offizier no Stab do Gruppe Mitau.[1]

Se encontrava no dia 31 de junho de 1916 no Generalstab do I. Reserve-Korps, sendo no dia 7 de dezembro de 1916 transferido para o Generalstab da 216. Infanterie-Division se tornando oficial no AOK 1 no dia 19 de janeiro de 1917.[1] Não permaneceu por muito tempo no Generalstab do Exército, sendo transferido no dia 24 de março de 1917 para o Generalstab da 38. Infanterie-Division, e um mês mais tarde, no dia 29 de abril de 1917, foi transferido para o Generalstab do 6º Exército. No dia 27 de outubro de 1917 esteve no Generalstab da 36. Reserve-Division e meses mais tarde, no dia 21 de dezembro de 1917, foi transferido para o Generalstab do 8º Exército e no dia 31 de maio de 1918 foi transferido para o Generalstab des Feldheeres, permanecendo nesta posição até o armistício.[1]

Entre-guerras[editar | editar código-fonte]

Permaneceu no exército após o armistício, sendo no dia 1 de dezembro de 1918 deslocado para o Generalstab der Baltischen Landwehr e veio a se tornar comandante de uma companhia do 1. Garde-Regiment no dia 1 de março de 1919 no Freikorps Potsdam. Comandou uma companhia no Reichswehr-Infanterie-Regiment 5 no dia 01 de julho de 1919 no Freikorps Hülsen, e no dia 1 de outubro de 1920 comandou a 4ª companhia do Infanterie-Regiments 9.[1] Esteve no dia 31 de outubro de 1921 no Generalstab do Gruppen-Kommandos 1, sendo enviado no dia 17 de novembro de 1922 para receber treinamento no Reichswehr-Ministerium, ao retornar do treinamento no dia 1 de março de 1923, foi transferido para o Stab do Infanterie-Führers 1.

Se tornou comandante da 2ª Companhia do 14. Badischen Infanterie-Regiments no dia 5 de setembro de 1925 sendo mais uma vez enviado para receber treinamentos no Abteilung T1 do Reichswehr-Ministerium no dia 1 de março de 1929.[1] Entrou para o Generalstab da 3. Division no dia 1 de outubro de 1932 e foi novamente enviado para treinamentos no Reichswehr-Ministerium no dia 1 de setembro de 1934, onde se tornou comandante do Ausbildungs-Abteilung no dia 1 de outubro de 1934.[1]

Comandou o Infanterie-Regiments 2 a partir do dia 15 de outubro de 1935, assumindo tempos depois o comando do Generalstabes do I Corpo de Exército no dia 10 de novembro de 1938.[1] Com a mobilização para a campanha polonesa, Böckmann seguiu com a sua unidade no dia 26 de agosto de 1939 para se juntar com o 3º Exército.[1]

Segunda Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Com o início da Segunda Guerra Mundial, participou da Invasão da Polônia, sendo condecorado com a Cruz de Ferro 2ª Classe no dia 15 de setembro de 1939 e Cruz de Ferro 1ª Classe no dia 4 de outubro de 1939.[2] [3]

Após o término da campanha polonesa, saiu de seu posto no dia 21 de outubro de 1939, vindo a assumir o comando da 11ª Divisão de Infantaria no dia 26 de outubro de 1939.[1] [3] Com esta unidade participou da Batalha da França e mais tarde da Operação Barbarossa. Deixou o comando da divisão para assumir o comando do Angriffsgruppe Wolchow no dia 28 de outubro de 1941, que compreendia a 11ª e a 21ª Divisão de Infantaria.[1] Foi promovido para Generalleutnant no dia 1 de agosto de 1940.[3] A unidade de Böckmann conseguiu destruir 533 fortificações inimigas em seu avanço pelo norte da Rússia, sendo assim condecorado com a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro no dia 4 de dezembro de 1941.[1]

Deixou o comando da unidade no final do mês de janeiro de 1942 e entrou para a reserva do Exército.[3] Foi promovido para General der Infanterie no dia 1 de abril de 1942. Assumiu o comando do L Corpo de Exército no dia 3 de março de 1942, permanecendo no comando até o dia 20 de julho de 1942, quando foi transferido para a reservado Exército. O General der Infanterie von Böckmann foi considerado pelo Chef des Heerespersonalamtes Schmundt como sendo um homem muito velho para o Exército e foi dispensado do serviço ativo no dia 31 de março de 1943.[1] [2] [3]

Herbert von Böckmann faleceu no dia 10 de março de 1979 em Baden-Baden.

Patentes[editar | editar código-fonte]

char. Fähnrich 14 de março de 1905
Fähnrich 18 de novembro de 1905
Leutnant 18 de agosto de 1906
Oberleutnant 28 de novembro de 1914
Hauptmann 22 de março de 1916
Major 1 de fevereiro de 1929
Oberstleutnant 1 de junho de 1933
Oberst 1 de junho de 1935
Generalmajor 31 de dezembro de 1938
Generalleutnant 1 de agosto de 1940
General der Infanterie 12 de abril de 1942

Condecorações[editar | editar código-fonte]

Cruz de Ferro 2ª Classe (1914)
Cruz de Ferro 1ª Classe (1914)
Broche da Cruz de Ferro 2ª Classe (1914) 15 de setembro de 1939
Broche da Cruz de Ferro 1ª Classe (1914) 4 de outubro de 1939
Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro 4 de dezembro de 1941
Ehrenkreuz für frontkämpfer
Medalha zur erinnerung an die heimker des Memellandes
Medalha da Frente Oriental
Dienstauszeichnung der Wehrmacht 1 Classe, 25 Anos
Comandos Militares
Precedido por
Generalmajor Karl-Adolf Hollidt
Chef des Generalstabes do I Corpo de Exército
10 de novembro de 1938 - agosto de 1939
Sucedido por
Oberst i.G. Walter Weiß
Precedido por
Generalleutnant Max Bock
Comandante da 11ª Divisão de Infantaria
23 de outubro de 1939 - 26 de janeiro de 1942
Sucedido por
Generalleutnant Siegfried Thomaschki
Precedido por
General der Kavallerie Philipp Kleffel
Comandante do L Corpo de Exército
3 de março de 1942 - 20 de julho de 1942
Sucedido por
General der Kavallerie Philipp Kleffel

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p Ritterkreuzträger 1939-45 (em alemão) Herbert von Böckmann.. Página visitada em 18 de julho de 2010.
  2. a b c WW2 Awards (em inglês) Herbert von Böckmann.. Página visitada em 26 de dezembro de 2009.
  3. a b c d e f g h Lexikon der Wehrmacht (em alemão) Herbert von Böckmann.. Página visitada em 18 de julho de 2010.
  • Fellgiebel W.P., Elite of the Third Reich, The recipients of the Knight's Cross of the Iron Cross 1939-1945: A Reference, Helion & Company Limited, Solihull, 2003, ISBN 1-874622-46-9.
  • Fellgiebel, Walther-Peer (2000). Die Träger des Ritterkreuzes des Eisernen Kreuzes 1939-1945. Friedburg, Germany: Podzun-Pallas, 2000. ISBN 3-7909-0284-5.
  • Scherzer, Veit (2007). Ritterkreuzträger 1939 - 1945 Die Inhaber des Ritterkreuzes des Eisernen Kreuzes 1939 von Heer, Luftwaffe, Kriegsmarine, Waffen-SS, Volkssturm sowie mit Deutschland verbündeter Streitkräfte nach den Unterlagen des Bundesarchives (em alemão). Jena, Germany: Scherzers Miltaer-Verlag. ISBN 978-3-938845-17-2.