Hermann Fränkel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hermann Fränkel
Nascimento 5 de Julho de 1888
Berlim
Morte 4 de agosto de 1977 (89 anos)
Santa Cruz
Nacionalidade alemã
Cidadania estadunidense
Ocupação Professor universitário
Influenciados

Hermann Ferdinand Fränkel (Berlim, 7 de maio de 1888Santa Cruz, 8 de abril de 1977) foi um professor universitário de filologia, especializado no período clássico, da Universidade de Stanford no período de 1935 até 1953[1] .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Oriundo de família acadêmica, seu pai Max Fränkel foi professor titular na Universidade de Berlim, Fränkel fez os estudos clássicos na sua cidade natal, na Universidade de Bonn e na Universidade de Göttingen. Em Berlin foi aluno de Ulrich von Wilamowitz-Moellendorff e Friedrich Leo. Por certo período, precisou interromper seus estudos por ter contraído tuberculose, doença que foi posteriormente tratada. Em 1915 obtém seu doutorado e, mais tarde, passou a lecionar, como professor extraordinário, na Universidade de Göttingen. Isso ocorreu até sua cátedra ser negada, após o Machtergreifung[1] . Casou-se com Lilli Fraenkel, irmã do também filólogo Eduard Fraenkel. Com o aumento da discriminação racial pelos nazistas, emigrou para os Estados Unidos da América em 1935[1] .

Após sua mudança, foi-lhe oferecida uma cadeira na Universidade de Stanford. Nesse momento o programa de língua e literatura clássica em Stanford (em inglês: classical studies) era incipiente e sequer contava com um sistema de pós-graduação[1] . Mesmo assim, Fränkel manteve-se como professor na instituição e incentivou inúmeros estudantes a apreender o grego e o latim, assim como os clássicos da literatura antiga[1] .

Também ocupou cátedras como professor-visitante nas universidades Berkeley (1942-1943) e Cornell (1955)[1] . Foi membro correspondente da Academia de Ciências de Göttingen e da British Academy[1] .

Fränkel fez importantes contribuições para a interpretação da antiga poesia e filosofia.[2]

Principais obras[editar | editar código-fonte]

  • Die homerischen Gleichnisse, Göttingen: Vandenhoeck & Ruprecht, 1921.
  • Parmenidesstudien, Berlin: Weidmannsche Buchhandlung, 1930.
  • Ovid: A Poet Between Two Worlds, Berkeley: University of California Press, 1945.
  • Dichtung und Philosophie des frühen Griechentums, New York: American Philological Association, 1951.
  • Wege und Formen frühgriechischen Denkens, München: Beck, 1955.
  • Wege der Wissenschaft zur Wirklichkeit, Freiburg: H.F. Schulz, 1957.
  • Einleitung zur kritischen Ausgabe der Argonautika des Apollonios, Göttingen: Vandenhoeck & Ruprecht, 1964.
  • Noten zur Argonautika des Apollonios, München: Beck, 1968.
  • Grammatik und Sprachwirklichkeit, München: Beck, 1974.

Referências

  1. a b c d e f g Biografia Universidade de Stanford. Visitado em 3 de agosto de 2011. (em inglês)
  2. FRÄNKEL, Hermann.. Early Greek poetry and philosophy: A history of Greek epic, lyric, and prose to the middle of the fifth century (em ). 1975. ed. Nova Iorque: Harcourt Brace Jovanovich, 1951. ISBN 0151271909.