Hermano de Wied

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hermano de Wied
Príncipe de Wied
Príncipe de Wied
Período 21 de Abril de 1836 - 5 de Março de 1864
Predecessor João Augusto Carlos de Wied
Sucessor Guilherme de Wied
Cônjuge Maria de Nassau
Descendência
Isabel de Wied
Guilherme de Wied
Oto de Wied
Pai João Augusto Carlos de Wied
Mãe Sofia Augusta de Solms-Braunfels
Nascimento 22 de Maio de 1814
Neuwied, Alemanha
Morte 5 de março de 1864 (49 anos)
Neuwied, Alemanha

O príncipe Hermano de Wied (Guilherme Hermano Carlos), (22 de Maio de 1814 - 5 de Março de 1864) foi um nobre alemão, filho mais velho do príncipe João Augusto Carlos de Wied. Era pai da rainha Isabel da Roménia.

Família[editar | editar código-fonte]

Hermano era o segundo filho e primeiro varão do príncipe João Augusto Carlos de Wied, filho do príncipe Carlos de Wied e da condessa Maria de Sayn-Wittgenstein-Berleburg, e da sua esposa, a princesa Sofia Augusta de Solms-Braunfels, filha do príncipe Guilherme de Solms-Baunfels e da sua esposa, a condessa Augusta Francisca de Salm-Grumbach.

Texas[editar | editar código-fonte]

Em 1842, juntamente com vinte representantes da nobreza alemã, criou a "Adelsverein, Sociedade Para a Protecção de Imigrantes Alemães no Texas".

O território de New Wied, no Texas, que se localiza a alguns quilómetros de New Braunfels, no Rio Guadalupe, a este do Condado de Comal, foi estabelecido depois de uma epidemia em 1846 onde mais de trezentos colonos alemães da região morreram. No condado de Lavaca, também foi criada a aldeia de Wied, no Texas.

Hermano comprou uma parte da sociedade visto estar noivo da filha do duque Guilherme de Nassau, o protector da sociedade, mas não desempenhou nenhum papel activo até 1847, quando se tornou evidente que, devido às dividas e discórdias, era necessário um investimento mais ligado aos negócios para salvar a reputação e o investimento dos nobres. A partir de 1847, o director de negócios de Hermano, August von Bibra, envolveu-se activamente nos assuntos da Verein e, quando o príncipe foi eleito presidente em 1851, depois do governo do príncipe Carlos de Leiningen, Bibra assumiu completamente a gestão do grupo. Bibra fez os possíveis para pagar as dívidas e revitalizar o programa de emigração durante mais de dez anos.

Casamento e Descendência[editar | editar código-fonte]

Hermano casou-se no dia 20 de Junho de 1842 com a princesa Maria de Nassau. O casal teve três filhos:

Genealogia[editar | editar código-fonte]

Os antepassados de Hermano de Wied em três gerações[1]
Hermano de Wied Pai:
João Augusto Carlos de Wied
Avô paterno:
Frederico Carlos de Wied
Bisavô paterno:
João Frederico Alexandre de Wied
Bisavó paterna:
Carolina de Kirchburg
Avó paterna:
Maria de Sayn-Wittgenstein-Berleburg
Bisavô paterno:
Luís Fernando de Sayn-Wittgenstein-Berleburg
Bisavó paterna:
Frederica Cristina de Isenburg-Philippseich
Mãe:
Sofia Augusta de Solms-Braunfels
Avô materno:
Guilherme Cristiano de Solms-Braunfels
Bisavô materno:
Guilherme Ernesto de Solms-Braunfels
Bisavó materna:
Sofia Cristina de Solms-Laubach
Avó materna:
Augusta Francisca de Salm-Grumbach
Bisavô materno:
Carlos Luís de Salm-Grumbach
Bisavó materna:
Isabel Cristiana de Leiningen

Referências