Herodes Agripa II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Herodes Agripa II foi um filho de Herodes Agripa I e Cipros. O imperador Cláudio fez dele tetrarca das províncias de Filipe e Lisânias, com o título de rei. Ele expandiu a cidade de Cesareia de Filipe, e chamou-a de Neronias, para honrar o imperador Nero. Foi diante dele e de sua irmã que Paulo fez sua defesa, em Cesareia. Ele morreu em Roma, no ano 100, no terceiro ano do imperador Trajano.[1]

Família[editar | editar código-fonte]

Ele era filho de Herodes Agripa I e Cipros; o casal teve três filhas e um (ou dois) filhos, Berenice, Mariane, Drusila, Agripa II[2] [3] e Druso, que morreu antes de chegar à puberdade.[2]

Seu pai,[2] Herodes Agripa I, era filho de Aristóbulo e Berenice.[2] Aristóbulo era filho de Herodes, o Grande e Mariane, a neta de Hircano, e Berenice era sobrinha de Herodes, por ser filha de Costóbaro e Salomé, irmã de Herodes.[2]

Sua mãe,[2] Cipros, era filha de Fasael e Salimpsio.[2] Fasael era sobrinho de Herodes e seu pai, irmão de Herodes, se chamava Fasael.[2] Salimpsio era filha de Herodes e Mariane, neta de Hircano.[2]

Reinado[editar | editar código-fonte]

Seu pai, Herodes Agripa I, morreu em 44. Cláudio prentendia nomear Agripa como sucessor, mas foi convencido a não fazê-lo, por causa da pouca idade de Agripa, e nomeia Cuspius Fadus governador da Judeia.[4]

Ele foi feito rei de Cálcis, mas três ou quatro anos depois foi removido por Cláudio.[5] Em 53, após haver governado Cálcis por quatro anos, Agripa foi elevado pelo imperador Cláudio, e recebeu a tetrarquia de Filipe, contento a Bataneia, Gaulonítia e Traconítia. Agripa promoveu várias alianças matrimoniais, de suas irmãs: Drusila se casou com Azizus, rei de Emisa, e Mariane com Júlio Arquelau, filho de Helcias.[6]

Em 54, no primeiro ano de Nero como imperador romano, Agripa foi um dos reis convocados para lutar contra os partas. Nero aumentou em quatro cidades o reino de Agripa, incluindo, na Galileia, Tiberias e Tariqueia, e, na Itureia, Abila e Julias.[7]

Em 62, Agripa e sua irmã Berenice estavam em Cesareia, quando foram convidados por Félix para o julgamento de Paulo.[8] Félix era casado com Drusila, irmã de Agripa.[9] O conselho decidiu que Paulo era inocente, e teria sido libertado se não tivesse apelado a César.[8]

Em 63, Agripa trocou várias vezes o sumo sacerdote de Israel, depondo Ismael e substitundo por José, filho de Simão, e depois pelo saduceu Ananias. Quando Ananias executou Tiago, o irmão de Jesus, Agripa trocou-o por Jesus, filho de Damneus. Ele expandiu a cidade de Cesareia de Filipe, e chamou-a de Neronias, para honrar o imperador Nero.[10]

Em 64, Agripa colocou, como sumo sacerdote de Israel, Jesus, filho de Gamaliel.[11] No ano seguinte, Agripa removeu Jesus, e colocou, em seu lugar, Matias, filho de Teófilo.[12]

Em Maio de 66, no décimo-sétimo ano de seu reinado, iniciou-se a revolta dos judeus contra os romanos. Agripa tentou convencer os judeus a não se revoltarem, sem sucesso, e fugiu de Jerusalém.[13] Em 69, Tiberias se rendeu aos romanos por intercessão de Agripa, e foi poupada.[14] Em 70, no vigésimo-primeiro ano de seu reinado, Jerusalém foi destruída pelos romanos.[15]

Ele foi o sétimo [5] e último da família de Herodes a reinar.[16] [5] Ele morreu em Roma, no ano 100,[5] o terceiro ano de Trajano;[5] [17] com sua morte, a Judeia foi incorporada à província da Síria.[18]

Referências

  1. Easton's Bible Dictionary (1897), Herod Agrippa II [em linha]
  2. a b c d e f g h i Flávio Josefo, Antiguidades Judaicas, Livro XVIII, Capítulo 5, Herodes, o Tetrarca, guerreia contra Aretas, rei da Arábia, e é derrotado por ele. Sobre a morte de João Batista. Como Vitélio foi a Jerusalém. Um relato de Agripa e os descendentes de Herodes, 4 [em linha]
  3. Flávio Josefo, A Guerra dos Judeus, Livro II, Capítulo 11, Sobre o governo de Cláudio, o reinado de Agripa. Sobre a morte de Agripa, e sobre Herodes e os filhos que ambos deixaram, 6 [em linha]
  4. James Ussher, The Annals of the World 44 AD [em linha]
  5. a b c d e The London encyclopaedia: or Universal dictionary of science, art, literature, and practical mechanics, comprising a popular view of the present state of knowledge, Volume 1 (1829), Agrippa, Herod II, p.355 [google books]
  6. James Ussher, The Annals of the World 53 AD
  7. James Ussher, The Annals of the World 54 AD
  8. a b James Ussher, The Annals of the World 62 AD
  9. James Ussher, The Annals of the World 60 AD
  10. James Ussher, The Annals of the World 63 AD
  11. James Ussher, The Annals of the World 64 AD
  12. James Ussher, The Annals of the World 65 AD
  13. James Ussher, The Annals of the World 66 AD
  14. James Ussher, The Annals of the World 69 AD
  15. James Ussher, The Annals of the World 70 AD
  16. James Ussher, The Annals of the World 73 AD
  17. Ralph Thoresby, Ducatus Leodiensis: Or, the Topography of the Ancient and Populous Town and Parish of Leedes, and Parts Adjacent in the West-Riding of the County of York. With the Pedegrees of Many of the Nobility and Gentry ... Extracted from Records, Original Evidences, and Manuscripts (1715), 231. Herodes Agrippa junior, p.294 [google books]
  18. James Ussher, The Annals of the World 49 AD
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Herodes Agripa II