Hidróxido de ferro (II)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hidróxido de ferro(II)
Alerta sobre risco à saúde
Hydroxid železnatý.PNG
Outros nomes hidróxido ferroso
Identificadores
Número CAS 18624-44-7
Propriedades
Fórmula molecular Fe(OH)2
Massa molar 126.75 g/mol
Densidade 3.4 g/cm3[1]
Solubilidade em água insoluble
Riscos associados
Índice UE Not listed
Frases R ferroso
Ponto de fulgor Non-flammable
Compostos relacionados
Outros aniões/ânions óxido de ferro (II)
fluoreto de ferro (II)
Outros catiões/cátions Hidróxido de cobalto (II)
Hidróxido de ferro (III)
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O hidróxido de ferro (II) ou hidróxido ferroso é um composto insolúvel, de coloração branca. Traços de oxigênio são suficientes para torná-lo esverdeado. O processo de oxidação é rápido, também podendo gerar produtos de coloração marrom, conforme o teor de ferro (III). É o principal composto para a formação da laterita solo lixiviado, típico do cerrado brasileiro.

Uma das formas de obtenção do composto é através da reação entre sulfato de ferro(II) e íons oxidrila, conforme a equação abaixo.

FeSO4 + 2OH → Fe(OH)2 + SO42−

O hidróxido de ferro (II) também tem sido investigado como um agente para a remoção de iões de selenato tóxico e selenito de sistemas de água, tais como as zonas úmidas. O hidróxido de ferro (II) reduz estes iões de selênio elementar, que são insolúveis em água e precipita para fora.[2]

Uso medicinal[editar | editar código-fonte]

Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde fevereiro de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

O hidróxido de ferro, no tratamento da anemia por deficiência de ferro, tem os seguintes efeitos:

  • Melhora da capacidade funcional e da qualidade de vida;
  • Redução da morbi-mortalidade na Insuficiência Renal Crônica;
  • Otimização da dose de eritropoetina.
  • Medicação classificada na gestação como fator de risco C (significa que risco para o bebê não pode ser descartado, mas um benefício potencial pode ser maior que os riscos);
  • Contra-indicado em casos de hipersensibilidade (alergia) a ferro, hemocromatose, talassemia, anemia falciforme, anemia hemolítica e anemia associada a leucemias;
  • Efeitos adversos locais incluem dor no local de administração, alteração da coloração da pele, inflamação local com linfadenomegalias (inguas) inguinais, dor em quadrantes inferiores abdominais;
  • Toxicidade sistêmica ocorre em 0,5 a 0,8% dos casos e inclui reações que ocorrem logo após a injeção como cefaléia, dores ósteo-musculares, hemólise, taquicardia, calorões, náuseas, vômitos, broncoespasmo com dispnéia (falta de ar), hipotensão, tonturas e colapso circulatório (reações mais comuns com uso intravenoso do que intramuscular);
  • Reações tardias (em relação com a administração) incluem tonturas, síncope, febre, calafrios, vermelhidão cutânea, urticária, dores pelo corpo, encefalopatia, convulsões, linfadenopatia generalizada, reação leucemóide;
  • Reação anafilactóide grave com óbito pode ocorrer uma para cada 4 milhões de doses administradas;

Referências

  1. Pradyot Patnaik. Handbook of Inorganic Chemicals. McGraw-Hill, 2002, ISBN 0-07-049439-8
  2. Zingaro, Ralph A.; et al.. (1997). "Reduction of oxoselenium anions by iron(II) hydroxide" (em inglês). Environment International 23 (3): 299–304. DOI:10.1016/S0160-4120(97)00032-9.
Ícone de esboço Este artigo sobre um composto inorgânico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.