Hidrogenossulfeto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hidrogenossulfeto
Alerta sobre risco à saúde
50
Nome sistemático sulfanide
Identificadores
Número CAS 15035-72-0
PubChem 5047209
ChemSpider 4224877
ChEBI 29919
SMILES
Referência Gmelin 24766
Propriedades
Fórmula molecular HS
Massa molar 33.073 g mol−1
Acidez (pKa) >14
Basicidade (pKb) <0
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O íon bissulfeto, também conhecido como hidrogenossulfeto e hidrossulfeto, é um ânion de fórmula [HS] (escrito ainda [SH] por analogia ao [OH]). Esta espécie é a base conjugada do sulfeto de hidrogênio e por sua vez se dissocia em sulfeto:

H2S → HS + H+
HS →  S2− + H+

Em soluções aquosas ácidas (pH menor que 7), sulfeto de hidrogênio (H2S) é a espécie dominante mas em soluções básicas (pH maior que 7), o bissulfeto domina. O sulfeto (S2−) é um grupo extremamente básico e predomina somente em condições fortemente alcalinas (elevado pH).

Uma grande variedade de sais é conhecida, incluindo hidrossulfeto de sódio e hidrossulfeto de potássio. Hidrossulfeto de amônio, um componente de "stink bombs", ainda não foi isolado como sólido puro. Alguns compostos descritos como sais do diânion sulfeto contêm primariamente hidrossulfeto. Por exemplo, a forma hidratada do sulfeto de sódio, nominalmente com a fórmula Na2S · 9 H2O, é melhor descrito como NaSH · NaOH · 8 H2O.

Bissulfeto aquoso absorve luz a cerca de 230 nm no espectro UV/VIS.[1] Grupos de pesquisa têm usado espectrômetros de campo para medir a absorção devida ao bissulfeto (e assim sua concentração) continuamente no oceano[2] [3] e no esgoto.[4] Bissulfeto é confundido às vezes com o diânion dissulfeto, S22−, ou S–S.

Química de coordenação[editar | editar código-fonte]

SH é um ligante aniônico mole que forma complexos com boa parte dos íons de metais. Exemplos incluem [Au(SH)2] e (C5H5)2Ti(SH)2, derivados do cloreto de ouro (I) e dicloreto de titanoceno, respectivamente.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Goldhaber, M.B.; Kaplan, I.R. (1975), "Apparent dissociation constants of hydrogen sulfide in chloride solutions", Marine Chemistry 3 (1): 83–104, doi:10.1016/0304-4203(75)90016-X 
  2. Johnson, K.S.; Coletti, L.S. (2001), "In situ ultraviolet spectrophotometery for high resolution and long-term monitoring of nitrate, bromide and bisulfide in the ocean.", Deep Sea Research 1 (49): 1291–1305 
  3. Guenther, E.A.; Johnson, K.S.; Coale, K.H. (2001), "Direct ultraviolet spectrophotometric determination of total sulfide and iodide in natural waters", Analytical Chemistry 73 (14): 3481–3487, doi:10.1021/ac0013812, PMID 11476251 
  4. Sutherland-Stacey, L.; Corrie, S.; Neethling, A.; Johnson, I.; Gutierrez, O.; Dexter, R.; Yuan, Z.; Keller, J. et al. (2007), "Continuous measurement of dissolved sulfide in sewer systems", Water Science and Technology 
  5. Peruzzini, M.; de los Rios, I. and Romerosa, A. (2001), "Coordination Chemistry of transition metals with hydrogen chalcogenide and hydrogen chalcogenide ligands", Progress in Inorganic Chemistry 49: 169–543, doi:10.1002/9780470166512.ch3.