Hidroide

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Diagrama mostrando uma secção longitudinal através de um hidróide.

Hidróide é a designação dada às formas bênticas das espécies de cnidários polipóides coloniais, agrupamento que inclui a maioria dos hidrozoários. Constitui uma das etapas do ciclo de vida da maior parte dos animais da classe Hydrozoa, um grupo de pequenos predadores aparentados com as alforrecas.[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

Alguns hidroides, como o género dulçaquícola Hydra, são solitários, desenvolvendo-se com o pólipo ligado diretamente ao substrato.

A maioria dos hidroides são coloniais. O pólipo original fixa-se a um objecto sólido e forma um broto que permanece ligado ao progenitor e assim sucessivamente, formando uma haste que pode ter muitas centenas de pólipos interligados. O arranjo de pólipos e a ramificação do tronco é característica de cada espécie. Algumas espécies têm os pólipos brotando diretamente da estolão, a estrutura que dá rigidez à colónia e a mantém ligada aos rizoides que a fixam ao substrato.

Nos hidróides coloniais, os pólipos são ligados pela epiderme que circunda a cavidade gastrovascular de cada um deles. Na maioria dos casos, a epiderme secreta um esqueleto quitinoso que suporta a haste. Em alguns hidróides, o esqueleto estende-se em forma de copo em torno do pólipo.

A maioria dos pólipos são gastrozoóides, ou pólipos de alimentação, mas alguns são estruturas reprodutivas especializadas conhecidas como gonozoóides. Em algumas espécies, existem outras categorias de zoóides especializados, destinados a exercer funções específicas no funcionamento, defesa e reprodução da colónia.[1]

Notas

  1. a b Dorit, R. L.; Walker, W. F.; Barnes, R. D.. In: R. L.. Zoology. [S.l.]: Saunders College Publishing, 1991. 599-601 p. ISBN 978-0-03-030504-7
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.