Himiko (rainha)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Himiko ou Pimiko (卑弥呼, d. ca. 248) foi uma obscura rainha xamanista do Yamataikoku no antigo Japão. Inicialmente as histórias da dinastia chinesa registram em crônica relações tributárias entre a rainha Himiko e o reino de Cao Wei (220-265) e relata que o povo do Período Yayoi a escolheram como governante após décadas de guerra contra os reis de Wa. Antigas historias japonesas não mencionam Himiko, mas historiadores a associam com figuras lendárias como a Imperatriz consorte Jingo, que era regente (ca. 200-269), equivalente a Himiko. Estudiosos debatem acerca de sua real identidade e a localização de seu domínio Yamatai, regido desde Período Edo, com opiniões divididas entre o norte de Kyushu ou a tradicional Província de Yamato atual Kansai. "A controvérsia de Yamatai", escrita por Keiji Imamura (1996:188), é "o grande debate sobre a história do antigo Japão."

A Rainha Himiko também aparece como antagonista no enredo do jogo eletrônico Tomb Raider (versão de 2013), onde Lara Croft e os tripulantes do navio Endurance se perdem em Yamatai, uma ilha no Triângulo do Dragão chinês. De acordo com o enredo do jogo, Yamatai fora envolvida pelas tempestades dos poderes xamânicos de Himiko, que não acabariam até que a rainha fosse destruída e sua alma não fosse para mais nenhum novo corpo pré-escolhido (no caso, a amiga de Lara, Samantha Nishimura).

Referências históricas[editar | editar código-fonte]

A rainha xamã Himiko é citada em várias histórias antigas, datadas do terceiro século na China, Oitavo século no Japão e Século XXII na Coréia.