Himiltrude

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde novembro de 2013).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Himiltrude (742-780?) foi a mãe do primeiro filho de Carlos Magno,Pepino, o Corcunda.

História[editar | editar código-fonte]

É pouco sabido sobre as origens de Himiltrude. Paulo, o Diácono a chama de "garota nobre". A aparência de seu nome em livros de fraternidade de mosteiros alemães sugerem uma afiliação à nobreza alemã ou alsácia,enquanto outras fontes sugerem que ela foi filha de um conde burgúndio e uma neta de Grimbert, conde de Paris. Não é possível,no entanto,exceder qualquer ligação política do relacionamento de Carlos Magno com Himiltrude. Himiltrude provavelmente começou um relacionamento com Carlos Magno durante a vida de seu pai, Pepino, o Breve. Quando Carlos Magno ascendeu ao trono em 768,Himiltrude permaneceu desconhecida pelas fontes oficiais – ao contrário do exemplo dado pela mãe de Carlos Magno Berta de Laon. Himiltrude deu a Carlos uma filha chamada Amaudru,que mais tarde iria se casar com um conde de Paris, e no fim de 769 um filho chamado Pepino. Pouco depois do nascimento de Pepino, uma aliança foi formulada entre Carlos Magno e o rei dos lombardos, Desidério : para selar a aliança, foi combinado que Carlos Magno deveria se casar com a filha de Desidério, Desiderata. Himiltrude foi demitida na hora e desapareceu dos registros históricos. Um túmulo escavado no monastério de Nivelles foi encontrado com o corpo de uma mulher de quarenta anos,possivelmente Himiltrude,no caso,Himiltrude deveria ter morrido pouco depois de 770,apesar de não pode ser deduzido quando ela se retirou ao mosteiro . Seu filho Pepino,que sofria de uma deformidade na espinha, e era chamado de "o corcunda", foi eclipsado pelos filhos de Carlos Magno após o casamento com Hildegard. Depois de uma rebelião contra seu pai, ele foi confinado em um monastério.

Status Marital[editar | editar código-fonte]

A natureza do relacionamento de Carlos Magno com Himiltrude é objeto de disputa. O biógrafo de Carlos Magno Eginhardo a chama de concubina e Paulo, o Diácono fala do nascimento de Pippin "antes de um casamento legal",assim como uma carta do papa Estêvão III refere-se à Carlos Magno e Carlomano I como sendo casados (com Himiltrude e Gerberge de Lombardia) e os aconselha a não despedir suas esposas. Historiadores tem interpretado a informação de formas diferentes. Alguns,assim como Pierre Riché,seguiram Eginhardo na descrição de Himiltrude como concubina. Outros,como Dieter Hägemann, consideram Himiltrude uma esposa "no pleno sentido da palavra". Alguns ainda se referem ao relacionamento como "algo além da concubinagem,menor que casamento" e o descrevem como um modo de casamento conhecido como Friedelehe, uma forma de casamento não-reconhecida pela Igreja e de fácil dissolução. Russell Chamberlin, em instância, o comparou com o sistema inglês de lei-comum. Essa forma de relacionamento é frequentemente visto como em conflito entre o casamento cristão e os mais flexíveis conceitos germânicos .