Himno Nacional de El Salvador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Himno Nacional de El Salvador é o hino nacional de El Salvador. Adoptado em 1953, a letra foi composta por Juan José Cañas e a música por Juan Aberle.

Letra em espanhol[editar | editar código-fonte]

REFRÃO:
Saludemos la patria orgullosos
de hijos suyos podernos llamar;
y juremos la vida animosos,
sin descanso a su bien consagrar.
(repete)
¡Consagrar! (repete 4 vezes)
De la paz en la dicha suprema
siempre noble soñó El Salvador;
fue obtenerla su eterno problema,
conservarla es su gloria mayor.
Y con fe inquebrantable el camino
del progreso se afana en seguir;
por llenar su grandioso destino:
conquistarse un feliz porvenir.
Le protege una férrea barrera
contra el choque de ruin deslealtad
desde el día que en su alta bandera
con su sangre escribió: !Libertad!

REFRÃO

Libertad es su dogma, es su guía
que mil veces logró defender;
y otras tantas, de audaz tiranía
rechazar el odioso poder.
Dolorosa y sangrienta es su historia,
pero excelsa y brillante a la vez;
manantial de legítima gloria,
gran lección de espartana altivez.
No desmaya en su innata bravura,
en cada hombre hay un héroe inmortal
que sabrá mantenerse a la altura
de su antiguo valor proverbial.

REFRÃO

Todos son abnegados, y fieles
al prestigio del bélico ardor
con que siempre segaron laureles
de la patria salvando el honor.
Respetar los derechos extraños
y apoyarse en la recta razón
es para ella, sin torpes amaños
su invariable, más firme ambición.
Y en seguir esta línea se aferra
dedicando su esfuerzo tenaz,
en hacer cruda guerra a la guerra;
su ventura se encuentra en la paz.

REFRÃO

Tradução[editar | editar código-fonte]

REFRÃO:
Saudemos a pátria orgulhosos
de filhos seus podermos chamar-nos;
e juremos a vida com ânimo,
sem descanso a seu bem consagrar.
(repete)
Consagrar! (repete 4 vezes)
Da paz na dita suprema
sempre nobre sonhou El Salvador;
foi obtê-la seu eterno problema,
conservá-la é sua glória maior.
E com fé inquebrantável o caminho
do progresso se afana em seguir;
por encher seu grandioso destino:
conquistar um feliz futuro.
Protege-o uma férrea barreira
contra o choque de má deslealdade
desde o dia que em sua alta bandeira
com seu sangue escreveu: Liberdade!

REFRÃO

Liberdade é seu dogma, é seu guia
que mil vezes conseguiu defender;
e outras tantas, de audaz tirania
repelir o odioso poder.
Dolorosa e sangrenta é sua história,
mas também excelsa e brilhante;
manancial de legítima glória,
grande lição de espartana altivez.
Não desmaia em sua inata bravura,
em cada homem há um herói imortal
que saberá manter-se à altura
de seu antigo valor proverbial.

REFRÃO

Todos são abnegados, y fiéis
ao prestígio do bélico ardor
com que sempre cortaram louros
da pátria salvando a honra.
Respeitar os direitos alheios
e apoiar-se na recta razão
é para ela, sem torpes manhas
sua invariável, mais firme ambição.
E a seguir esta linha se agarra
dedicando seu esforço tenaz,
em fazer crua guerra à guerra;
sua ventura se encontra na paz.

REFRÃO

Ligações externas[editar | editar código-fonte]