Hipótese celta-Q

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
As nações celtas nas quais a maioria dos falantes de línguas celtas se concentram atualmente.

O celta-Q, de acordo com um sistema de categorização, é um nó das línguas celtas que abrange os seguintes grupos linguísticos:

Há dois sistemas concorrentes principais de categorização das línguas celtas. A hipótese celta-P/celta-Q mais antiga liga o gaulês com o britônico e liga o goidélico como celta-Q. A diferença entre línguas P e Q é o tratamento do *kw proto-celta, que se tornou *p nas línguas celtas-P mas *k nas goidélicas.

O outro sistema, defendido, por exemplo, por McCone (1996), liga o goidélico e o britônico como um ramo celta insular.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • McCone, K. (1996). Towards a Relative Chronology of Ancient and Medieval Celtic Sound Change. Maynooth: Department of Old and Middle Irish, St. Patrick's College. ISBN 0-901519-40-5.
  • Schmidt, K. H. (1988). "On the reconstruction of Proto-Celtic", in G. W. MacLennan: Proceedings of the First North American Congress of Celtic Studies, Ottawa 1986. Ottawa: Chair of Celtic Studies, 231–48. ISBN 0-09-693260-0.