Hipótese da origem única

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa das migrações humanas primordiais de acordo com a genética de populações mitocondrial (números são milênios antes do presente) (a precisão deste mapa é discutida).

Hipótese da origem única (tratada pela sigla RSOH, do inglês recent single-origin hypothesis), também chamada de Modelo Fora da África ou Hipótese da Substituição e também Origem Recente Africana (RAO, do inglês Recent African Origin) é a hipótese dentro da Paleoantropologia mais amplamente aceita entre as principais para a origem dos humanos anatomicamente modernos, Homo sapiens arcaico, que defende que todos os seres humanos hoje vivos descendem de um único grupo de Homo sapiens, surgido entre 200 mil e 100 mil anos atrás, que teria deixado posteriormente o continente africano há aproximadamente três mil gerações, ou entre 55 mil e 60 mil anos atrás.

Estes emigrantes espalharam-se pelo resto do mundo, substituindo outras espécies Homo já presentes, tais como Neandertais e Homo erectus.1 A hipótese é derivada de pesquisas em diversas disciplinas, capitaneadas pela genética, arqueologia e linguística.

Evidências genéticas e antropológicas são geralmente interpretadas como apoiando um origem única recente dos humanos modernos no Leste da África2 mas um estudo de 2005 usando dados genéticos estatisticamente rejeitou esta hipótese.3 Um modelo de comparação mais recente (2007)4 , entretanto, confirmou a hipótese como sendo a que mais se aproxima dos fatos. Consequente evidência para a hipótese inclui a aproximadamente decrescente variabilidade genética da população à medida que a distância da África aumenta. De acordo com Weaver e Roseman, este fenômeno é mais bem explicado pelo múltiplo efeito fundador próximo de gargalos populacionais.5

Cenários alternativos afirmam uma "hipótese multirregional", com origem multirregional dos modernos humanos, incluindo afirmações de intercruzamento de Cro-Magnon e Neandertais ou outros humanos primitivos (e.g. Homo erectus, ver origem híbrida). Algumas destas afirmações levam a migração "para fora da África" original para 2 milhões6 7 de anos atrás.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Origins of Modern Humans: Multiregional or Out of Africa? By Donald Johanson
  2. Hua Liu, et al. A Geographically Explicit Genetic Model of Worldwide Human-Settlement History. The American Journal of Human Genetics, volume 79 (2006), pages 230–237,
  3. Deep Haplotype Divergence and Long-Range Linkage Disequilibrium at Xp21.1 Provide Evidence That Humans Descend From a Structured Ancestral Population; Daniel Garrigan, Zahra Mobasher, Sarah B. Kingan, Jason A. Wilder, and Michael F. Hammer; Genetics, Vol. 170, 1849-1856, August 2005, Copyright © 2005 doi:10.1534/genetics.105.041095 www.genetics.org Citação: A evidência fóssil liga a ancestralidade humana com populações que evoluiram a moderna morfologia graciosa na África há 130 mil–160 mil anos. Contudo os fósseis sozinhos não dão claramente respostas à pergunta de se os antepassados de todos os Homo sapiens modernos compreenderam uma única população africana ou uma amalgamação de populações arcaicas distintas. Os dados da seqüência do ADN suportam consistentemente um modelo da origem única em que os africanos anatômicamente modernos expandiram-se e substituíram completamente todas as populações arcaicas restantes dos homininos. Auxiliado por um projeto experimental novo, nós apresentamos a primeira evidência genética que rejeição estatística da nula hipótese de que nossa espécie descende de uma única, historicamente panmíctica população.
  4. Fagundes et al Statistical evaluation of alternative models of human evolution. Proceedings of the National Academies of Science, Volume 104 (2007), pages 17614-17619.
  5. Weaver and Roseman New Developments in the Genetic Evidence for Modern Human Origins. Evolutionary Anthropology 17:69–80 (2008)
  6. Origins of Modern Humans: Multiregional or Out of Africa? By Donald Johanson
  7. Discover: Not Out of Africa, Alan Thorne's challenging ideas about human evolution

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.