Hipervisor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde setembro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Um hipervisor ou monitor de máquina virtual é um plataforma que permite aplicar diversas técnicas de controlo de virtualização para utilizar, ao mesmo tempo, diferentes sistemas operativos (sem modificar ou modificá-los em caso de paravirtualização) no mesmo computador. É uma extensão de termo anterior, «supervisor», que se aplicava aos kernels dos sistemas operativos.

História[editar | editar código-fonte]

Os hipervisores foram originalmente lançado no inicio da década de 1970 quando, para reduzir custos, se consolidavam vários computadores destacadas a diferentes departamentos da empresa em uma única máquina mas grande —o mainframe— capaz de servir a múltiplos setores. Ao correr múltiplos sistemas operativos de uma vez, o hipervisor permite uma consolidação dando robustez e estabilidade ao sistema; ainda que um dos sistemas operativos colapsa, os outros continuarão trabalhando sem falhas.

O primeiro computador desenhado especificamente para a virtualização foi o mainframe IBM S/360 Modelo 67. Esta característica de virtualização é considerado uma norma da linha que seguiu IBM S/370 e suas sucessoras, incluindo a série atual.

A necessidade de consolidar os diferentes servidores de hoje e de uma administração simplificada têm feito renovar o interesse na tecnologia de hipervisores. A imensa maioria de vendedores de sistemas Unix, incluindo Sun Microsystems, HP, IBM e SGI têm estado vendendo hardware virtualizado desde a década de 2000. Estes sistemas são eficientes mas extremamente onerosos.

Um dos primeiros hipervisores de PC foi lançado no meio da década de 1990, e se chamou Vmware. A arquitetura x86 usada na grande maioria dos sistemas de PC é particularmente difícil de virtualizar (Virtualização x86). Mas as grandes companhias, como AMD e Intel, estão incorporando extensões que redirecionarão as partes ineficientes ou deficientes de virtualização de x86, proporcionando um apoio adicional ao hipervisor. Este permite um código simples de virtualização e um maior rendimento para uma virtualização completa.

Tipos[editar | editar código-fonte]

Os hipervisores podem classificar-se em dois tipos:[1]

  • Hipervisor tipo 1: Também denominado nativo, unhosted o bare metal (sobre o metal nu), é software que se executa diretamente sobre o hardware, para oferecer a funcionalidade descrita.

Hipervisor - Primer nivel.svg

Alguns dos hipervisores tipo 1 mais conhecidos são as seguintes: VMware ESXi (grátis), VMware ESX (Software comercial), Xen (livre), Citrix XenServer (grátis), Microsoft Hyper-V Server (grátis).

  • Hipervisor tipo 2: Também denominado hosted, é software que se executa sobre um sistema operativo para oferecer a funcionalidade descrita.

Hipervisor - Segundo nivel.svg

Alguns dos hipervisores tipo 2 mais utilizados são os seguintes: Oracle: VirtualBox (grátis), VirtualBox OSE (livre), VMware: Workstation (comercial), Server (grátis), Player (grátis), QEMU (livre), Microsoft: Virtual PC, Virtual Server.

Referências

  1. Goldberg, Robert P.. (February 1973). "Architectural Principles for Virtual Computer Systems" (PDF) (em ingles). Visitado em 2010-04-12.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Hipervisor
Wikcionário
O Wikcionário possui o verbete hipervisor.