Hipomania

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Hipomania
Hipomania é caracterizada por um bom humor persistentemente e ininterruptamente mais elevado que o usual por pelo menos 4 dias e pode durar meses.[1]
Classificação e recursos externos
CID-10 Episódio hipomaníaco F30.0
Star of life caution.svg Aviso médico

Hipomania é uma alteração de humor semelhante à mania, porém com menor intensidade. A pessoa se sente muito bem, com bastante energia. Normalmente a necessidade de sono diminui e a libido aumenta. Ocorre no Distúrbio Bipolar, na Ciclotimia ou como episódio isolado. Pode ser desencadeado por medicamentos como antidepressivos e tambem comumente por esteroides anabolizantes (como Trembolona Acetato, comprovadamente relacionada a eventos de agressividade chamados "roid rage") e terapias semelhantes.

Caraterísticas[editar | editar código-fonte]

Dificilmente uma pessoa em hipomania irá procurar um médico, já que se sente tão bem.[2]

Os sintomas são os mesmos da mania, porém em intensidade reduzida e causando menos prejuízos. Há ausência de sintomas psicóticos e normalmente não é necessário tratamento ou medicação.

Os episódios podem ser classificados como mais expansivos (sociabilidade aumentada, teatralidade, maior produtividade...) ou mais irritáveis (impaciência, inquietude, agitação, agressividade...).

Sintomas[editar | editar código-fonte]

Segundo o DSM.IV, para caraterizar um episódio de Hipomania deverão ser encontrados ao menos três sintomas dos descritos abaixo no comportamento do indivíduo:[1]

  • Auto-estima em alta ou grandiosidade (sem delírios);
  • Pouca necessidade de sono;
  • Compulsão para falar demais;
  • Fuga de ideias e pouca concentração;
  • Prática de mais atividades dirigidas a objetivos;
  • Agitação psicomotora;
  • Envolvimento excessivo em atividades prazerosas com alto potencial para consequências dolorosas (como fazer compras até se endividar, fazer sexo com muitas pessoas ou praticar esportes radicais sem o equipamento adequado por exemplo);

Para caraterizar o episódio hipomaníaco estes comportamentos não podem ter sido causados pelo uso de drogas, de medicamentos como antidepressivos, ser sintoma de uma doença (hipotiroidismo por exemplo) ou de terapias com efeitos similares. Além disso, deve ser significativamente diferente do humor usual e caso esteja intercalado com fases depressivos passa a ser considerado como ciclotimia ou transtorno bipolar.[1]

Diagnóstico diferencial[editar | editar código-fonte]

Caso o humor seja constantemente elevado e expansivo, por muitos anos sem episódios depressivos, pode se tratar de transtorno de personalidade histriônica, eutimia ou de transtorno do déficit de atenção com hiperatividade dependendo dos outros sintomas.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d PsiqWeb - Portal de Psiquiatria - Hipomania. Página visitada em 04/02/2009.
  2. Psicosite - Ciclotimia - Hipomania. Página visitada em 04/02/2009.
Ícone de esboço Este artigo sobre Psiquiatria é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.