Hipotensão postural

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.

Hipotensão ortostática (também conhecida como hipotensão postural[1] , ortostase e coloquialmente como tontura) é uma forma de hipotensão em que a pressão arterial de uma pessoa cai abruptamente quando esta pessoa assume a posição de pé ou quando realiza uma alongamento (como inclinar-se para trás e esticar os braços). Em termos médicos, é definida como uma queda na pressão arterial associada ao ato de ficar em pé:

  1. Pressão arterial sistólica: queda de pelo menos 20 mmHg
  2. Pressão arterial diastólica: queda de pelo menos 10 mmHg

O sintoma é causado pelo acúmulo de sangue nas extremidades inferiores do corpo, quando do evento de uma mudança na posição corporal. É bastante comum e pode ocorrer brevemente a qualquer pessoa, embora ocorra predominantemente aos idosos e àqueles que sofrem de baixa pressão sanguínea.

Causas[editar | editar código-fonte]

A hipotensão ortostática é causada principalmente pelo acúmulo de sangue induzido pela gravidade nas extremidades inferiores do corpo, o que por sua vez compromete o retorno venoso, resultando em diminuição do débito cardíaco e subseqüente diminuição da pressão arterial. Por exemplo, a mudança de uma posição deitada para uma posição em pé acarreta em uma perda de cerca de 700 mL de sangue do tórax , com uma diminuição nas pressões arteriais sistólica e diastólica . [2]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.