Hipparion

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Como ler uma caixa taxonómicaHipparion
Pintura de um Hipparion

Pintura de um Hipparion
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Classe: Mammalia
Infraclasse: Placentalia
Ordem: Perissodactyla
Família: Equidae
De Christol, 1832
Género: Hipparion

Hipparion é um género extinto de cavalo que viveu nos campos da Europa, Ásia, América do Norte e África durante o Mioceno até o fim do Plioceno. O seu habitat seriam áreas com vegetação arbustiva, pradarias e estepes.

Esqueleto de Hipparion.

O Hipparion assemelhava-se ao cavalo contemporâneo, mas ainda possuía três vestígios de dedos para além do casco, que não chegavam a tocar no chão. Entretanto, grande parte do seu peso era sustentada por um grande dedo central, diferente dos outros. Tinha cerca de 1,5 metros à altura do ombro de um homem padrão.

Além disso, os Hipparion não possuíam o mecanismo que o cavalo possui como trava nos ossos de seu membros que os permite ficar em pé com um esforço mínimo. Uma grande cavidade óssea chamada pré-orbital havia nas laterais de seus focinhos, sendo maior nos machos, mas sua função segue desconhecida.[1] .

Sua relação com o cavalo é evidenciada devido a sua ligação ancestral com o Merychippus, seus primos distantes e prováveis ancestrais dos cavalos modernos.

O grande sucesso Evolutivo[editar | editar código-fonte]

Seu sucesso evolutivo é testemunhado pela extrema abundância de restos fósseis atribuídos à extensa cobertura por sexo e espaço onde foram encontrados. O Hipparion era um dos herbívoros mais comuns do seu tempo e vivia em larga escala.

Em essência, seu desdobramento que o diferenciava da linhagem dos cavalos atuais, seus três dedos com o central desenvolvido, extingui-se sem deixar descendentes. Seus gêneros aparentados são Cormohipparion, Nannippus, Neohipparion.

Referências bibliográficas

  1. BLOUNT Kitty, CROWLEY Maggie, BADA Kathleen, MALYAN Susan. "Enciclopédia dos Dinossauros e da Vida Pré-Histórica",Dorling Kindersley|, Grã Bretanha, 2001; tradução: ANELLI Luiz Eduardo (Coordenador); páginas 252-253
Ícone de esboço Este artigo sobre Paleontologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.