História da Tasmânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A história da Tasmânia, uma grande ilha australiana, encontra-se documentada desde há pelo menos 35 000 anos.

Pré-história física[editar | editar código-fonte]

Acredita-se que a Tasmânia fizesse parte da ilha principal até o final da mais recente era glacial, aproximadamente 10 000 anos atrás.

Pré-história humana[editar | editar código-fonte]

A Tasmânia era antigamente habitada por populações indígenas, os aborígenes tasmanianos, existindo evidências que indicam sua presença nesse território, que mais tarde se tornaria uma ilha, há pelo menos 35 000 anos. A população indígena, na época da colonização britânica em 1803, foi estimada a 5000, mas através de perseguições e doenças a população foi dizimada (alguns descendentes mestiços ainda sobrevivem). O impacto das doenças introduzidas, anteriores às primeiras estimações européias sobre a população da Tasmânia, significa que a população indígena original poderia ter sido algo superior a 5000. O último aborígene de sangue puramente tasmaniano morreu em Hobart em 1876.

A chegada dos europeus[editar | editar código-fonte]

O primeiro europeu a avistar a Tasmânia de maneira comprovada foi o explorador neerlandês Abel Tasman, em 24 de novembro de 1642, que chamou a ilha de Anthoonij van Diemenslandt, em homenagem a seu patrocinador, o Governador das Índias Orientais Holandesas. O nome foi mais tarde encurtado para Van Diemens Land pelos britânicos. O Capitão James Cook também avistou a ilha em 1777, e diversos outros navegadores europeus acostaram na ilha.

A primeira colônia foi iniciada pelos britânicos em Risdon Cove, na margem oriental do estuário do Derwent, em 1803, por um pequeno grupo enviado de Sydney, sob o comando do tenente John Bowen. Uma segunda colônia foi estabelecida pelo capitão David Collins 5 km ao sul da primeira, em 1804, em Sullivan's Cove, na margem ocidental do Derwent, onde a água doce era mais abundante. Esta última colônia ficou conhecida como Hobart Town ou Hobarton, mais tarde encurtado para Hobart, em homenagem ao Secretário colonial britânico da época, Lord Hobart. A colônia de Risdon foi mais tarde abandonada.

Os primeiros colonos eram na grande maioria presidiários e seus guardas militares, com a missão de desenvolver a agricultura e outras atividades. Diversas outras colônias penais foram estabelecidas em Van Diemens Land, incluindo prisões secundárias, como as particularmente severas colônias penais de Port Arthur no sudeste e Macquarie Harbour na costa oeste.

Van Diemens Land foi proclamada uma colônia à parte da Nova Gales do Sul, com seu próprio sistema judiciário e conselho legislativo, em 3 de dezembro de 1825.