História da escrita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Six glyphs.svg
Sistemas de escrita
História
Grafema
Lista de sistemas de escrita
Tipos
Alfabeto característico
Alfabeto
Abjad
Abugida
Silabário
Logossilabário
Logograma
Taquigrafia
Relacionados
Pictograma
Ideograma

A história da escrita descreve a formação e a evolução de diversos sistemas de escrita que surgem na Idade do Bronze a partir da proto-escrita do final do Neolítico. O surgimento da escrita é um marco importante na história do mundo por demarcar a separação entre a história e a pré-história iniciando o registro dos acontecimentos.

A proto-escrita que surge no final do Neolítico ainda não pode ser considerada como forma de escrita por não possuir significado linguístico, porém forma as bases necessárias para a posterior criação da escrita. Neste período o homem fez uso de ideogramas, mnemônicos ou outras formas capazes de evocar algum tipo de informação. Nesta categoria está o Quipu dos Incas e as runas eslávicas.

A escrita surge como necessidade do desenvolvimento da economia e da sociedade que estavam ocorrendo principalmente no Oriente Médio. A primeira forma de escrita registrada nesta localidade é a cuneiforme que evoluiu dos registros de tempo de trabalho. Por volta do ano 3000 a.C.[1] na Mesopotâmia os sumérios desenvolveram uma escrita silábica para representar a língua suméria falada, método adotado também pelos acádios e que leva a criação dos alfabetos.[1]

No mesmo período há o surgimento da escrita hieroglífica no Egito Antigo com alguma relação com a escrita da Mesopotâmia. A escrita chinesa e a adotada pelas civilizações pré-colombianas na América, como por exemplo a escrita maia, tiveram origens independentes. A escrita japonesa foi criada a partir da escrita chinesa por volta do século IV.

Proto-escrita[editar | editar código-fonte]

Exemplos de símbolos pré-históricos

A história da comunicação humana remonta à época mais antiga da humanidade. Os símbolos foram desenvolvidas há cerca de 30.000 anos atrás, e a escrita há cerca de 8.600 anos. Os primeiros sistemas de escrita dos últimos IV milénios a.C. não são considerados uma invenção súbita. Pelo contrário, elas foram baseadas em antigas tradições dos sistemas de símbolos que não podem ser classificados ainda como escrita, mas têm muitas características importantes reminiscentes na escrita.[1] Estes sistemas podem ser descritos como proto-escrita. Eles usaram ideografia e / ou no início símbolos mnemónicos para transmitir informações ainda eram provavelmente desprovidos de conteúdo direto linguístico. Estes sistemas surgiram no início do período Neolítico, tão cedo quanto o 7.º milênio a.C..

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Suely Amaral (06 de setembro de 2005). História da escrita: Surgimento e importância dessa linguagem (em português) UOL - Educação. Página visitada em 18 de junho de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.