História da genética

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parte da série de Biologia sobre
Genética
Imagem mostrando a estrutura do DNA
Componentes chave

Cromossomo
DNA · RNA
Genoma
Hereditariedade
Mutação
Nucleotídeo
Variação

Glossário
Índice

História e tópicos

Introdução
História

Genética clássica
Evolução · Molecular
Herança mendeliana
Genética molecular

Investigação

Sequenciamento de DNA
Engenharia genética
Genômica · Tópicos
Genética médica

Ramos da genética

Portal da biologia • v  e 

A história da genética começou com o trabalho do frade agostiniano Gregor Johann Mendel. Seu trabalho usando como modelo a ervilha, publicado em 1866, descreveu o que seria conhecido mais tarde como herança mendeliana. Grande variedade de teorias da hereditariedade se proliferaram séculos antes e décadas após o trabalho de Mendel.[1]

O ano de 1900 foi marcado pela "redescobrimento de Mendel" pelos cientistas Hugo de Vries, Carl Correns e Erich von Tschermak, e em 1915 os princípios básicos da genética mendeliana já haviam sido aplicados a uma variedade de organismos, como a mosca da fruta Drosophila melanogaster. Liderado por Thomas Hunt Morgan e seus colegas "drosofilistas", o grupo de geneticistas desenvolveram o conceito de Mendelismo, o qual foi amplamente aceito em 1925. Ao lado do trabalho experimental, matemáticos desenvolveram o quadro estatístico da genética de populações, trazendo as explicações genéticas para os estudos de evolução.

Com os padrões básicos de herança genética estabelecidos, os cientistas dedicaram-se então às investigações da natureza física do gene. Nos anos 1940 e início dos anos 1950, experimentos apontaram o DNA como parte de cromossomos que continha os genes. Um foco em novos modelos de organismos, tais como vírus e bactérias, juntamente com a descoberta da estrutura de dupla hélice do DNA, em 1953, marcaram a transição para a era da genética molecular.[2]

Nos anos seguintes, químicos desenvolveram técnicas para sequenciamento de proteínas[3] e ambos os ácidos nucleicos, enquanto outros elaboraram a relação entre as duas formas de moléculas biológicas: o código genético. A regulação da expressão gênica se tornou uma questão central na década de 1960; na década seguinte a expressão gênica já podia ser controlada e manipulada por técnicas da engenharia genética. Nas últimas décadas do século 20, muitos cientistas focaram em projetos de grande escala, como o seqüenciamento completo de genomas.

Ícone de esboço Este artigo sobre Genética é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. (1936) "Has Mendel's work been rediscovered?". Annals of Science 1 (2): 115–126. DOI:10.1080/00033793600200111.
  2. (abril 1953) "Molecular structure of nucleic acids; a structure for deoxyribose nucleic acid". Nature 171 (4356): 737–8. DOI:10.1038/171737a0. PMID 13054692. Bibcode1953Natur.171..737W.
  3. (fevereiro 1977) "Nucleotide sequence of bacteriophage phi X174 DNA". Nature 265 (5596): 687–95. DOI:10.1038/265687a0. PMID 870828. Bibcode1977Natur.265..687S.